quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

APLAUSOS

Passo por entre o mundo
Causando um movimento regrado.
Milimetricamente previsível,
Gosto que antevejam meus passos.
Atuo para a plateia,
Que, satisfeita,
Se esquece de tentar investigar
Aquilo que, de fato,
Faria sentido.

3 comentários:

Dilmar Gomes disse...

poema filosófico, amiga Gisa. Um abraço. Tenhas uma linda tarde.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Lo impredecible siempre es inquietante. Estar pendiente de improvisaciones provoca un estado de exaltación que no permite pensamientos serenos ni adecuados, cuando lo importante es
luchar por y para los demás.

Un cariñoso abrazo, querida Gisa.

Rogerio G. V. Pereira disse...

O palco da vida, tem regras, cenário e iluminação.
Mesmo que se esqueça a palavra o ponto lhe lembra o guião...

(não sei se o que faria sentido fosse aplaudido)