quarta-feira, 1 de outubro de 2014

ADVÉRBIOS

Com os olhos voltados para trás
Partiu em frente.
Suspirou além
Quando constatou 
Que não havia mais nada aquém.
Acima só o sol,
Abaixo, a areia.
Deitou-se ali
Ficou na espera
Do algo a mais
Que certamente
Chegaria em breve,
Muito breve.

6 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, eis um poema que lembra os contos de Caio Fernando Abreu. Muito bom.
Um abraço. Tenhas um bom dia.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Muitos dias esta postura é uma maneira de repensarmos o passado e preparar o futuro.
Um lindo poema.

Andradarte disse...

Quem me dera essa certeza....
Bfs
Beijo

heretico disse...

quem espera sempre alcança...

beijo

Manuel disse...

Chamo a esse esperar Esperança.
De repente basta olhar para o lado e o milagre acontece.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga



Voltei à tua companhia; o Crónicas das Minhas Teclas está em “hibernação”, mas não para; (diz-me sff se gostas deste título e ou não gostas). Se for não, alvitra um título que eu analisarei e se entender que será melhor, o aceitarei. É, pois, um desafio que te lanço. Muito obrigado.

Mas por agora quero dar-te a informação de que já acabei o texto, o Leonel Gonçalves está a ver o dito e… a Raquel também. É uma mulher de armas, sempre pronta a ajudar-me!...

No dia 16 deste mês começa a edição: capa e miolo vão entrar na impressão e, depois, pensar na distribuição que seja a melhor. E a publicidade? O editor e eu estamos carentes de euros e será a que for possível com a participação de quem queira também publicitar junto das Amigas e dos Amigos, o que desde já agradeço muito. Vou ainda tentar junto da malta amiga da comunicação social que façam o que melhor entenderem.

Está também a ser estudado o local do lançamento; tem de ser mais ou menos espaçoso e com boas condições. E não muito caro… Enfim, trabalha-se. E espero em breve dar-te uma novidade que entendo excelente…

Porém, neste interregno, voltarei a visitar-te e a comentar-te como é meu apanágio. E naturalmente a avisar-te sobre o local, o dia e a hora do lançamento. Queria-te lá: para te ver e/ou conhecer pessoalmente e ver… te comprar muitos exemplares. Mas estás no Brasil...rrrrrrsssss…

Um qj especial cá dos nossos, qjs e abç para o Ed


Este texto é único e vai repetir-se pelos blogues e comentadores e colabores que me têm acompanhado; infelizmente não posso avisar e comentar uma a uma ou um a um. Desculpem