quarta-feira, 5 de março de 2014

COISAS DE MULHER

Na invisível linha
Decidiu andar.
Atravessou, com destreza,
Altos precipícios e
Bravios mares.
Tinha a determinação
Por companheira de viagem.
Resistiu aos ventos ferozes,
Ao calor causticante do sol,
Às gotas frias da chuva.
Ansiava por chegar.
Avistou-o sentado na pedra
À beira-mar.
Sim, ele a estava esperando!
Vibrou à ideia que finalmente
Se teriam.
Diminuiu a macha.
Sentou-se no infinito vazio do ar
E adormeceu.
Queria estar bela e descansada
Para o encontro.
Afinal, a espera fora tão longa...
O que importariam mais alguns momentos?
Coisas de mulher...

6 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde Gisa

Adorei ler o poema.

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

JUAN FUENTES disse...

La poesia és el alimento del espíritu y la fotografia de la vista
Agradecido por tu entrada a mi blog de fantasias

La Gata Coqueta disse...



Si alguna vez tus sueños se derrumban,
busca un poco de luz en tu ventana…
Prométete a ti mism@ un arco iris,
y vuelve a comenzar, cada mañana...

El día de mañana (que debían de ser todos)
está dedicado a todas las mujeres,
que con su manto de amor, trabajo y comprensión
cubren el globo terráqueo de fértiles espigas,
salpicadas por el rocío de la noche
y besadas por el aterciopelado sol del ocaso…

¡¡Con delicada ternura
feliz día para todas las mujeres!!

Atte.
María del Carmen




Rogerio G. V. Pereira disse...

Ele chegou
viu-a adormecida
e passou ao largo
para não a acordar

Coisas de homem

heretico disse...

mais vale tarde e bem - que gesto apressado...

beijo

CHIICO MIGUEL disse...

Gisa,
Minhas ternas saudações pelo Dia Internacional da Mulher, afinal de contas elas merecem.
Cheiros e abraços afetuosos do amigo
Chico Miguel