sábado, 29 de março de 2014

SONHOS

Olhava para os lados,
Sentia a presença.
Podia perceber o toque,
Dedos trêmulos sobre a pele fresca.
Sorvia as fragâncias do ar cúmplice
De desejos e quereres.
A distância já não mais havia.
Estavam juntos 
Finalmente,
Juntos.
Pelo menos,
Até o próximo despertar.

4 comentários:

heretico disse...

juntos? mais me parecem colados...

beijo

*Escritora de Artes* disse...

Lindo e poético...

Bjs

Manuel disse...

Mas nada melhor que estar juntos e que o próximo despertar esteja longe!
Bom fim de semana!

Palavras disse...

Oi Gisa,

saudades de passar por aqui...
um poema, algumas poucas palavras tão bem colocadas... e o amor ressurge.

Lindo como sempre!

abs

Leila