segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

INVISÍVEL

Esperava há tanto tempo que nem tinha mais certeza do seu próprio querer. Acostumara-se com a ausência e com o desejo latente. Não conseguia mais discernir o tempo que existia entre o início e o momento atual. Os dias, as horas, os minutos, os segundos, as estações, dos anos emaranhavam-se nos seus cabelos, amordaçavam sua boca, paralisavam suas pernas... Mas aquela noite era especial, havia chegado o momento. Arrumou-se com cuidado, banhou-se e perfumou-se. Saiu de casa deixando a chave e batendo a porta com determinação. Encaminhou-se para o lago que, sob a luz do luar, abriu-lhe uma porta com uma escada que descia em espiral. Entrou convicta e desapareceu do mundo visível para encantar o invisível.

13 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

A espera põe uma lente de aumento nas coisas.

http://vemcaluisa.blogspot.com/

Zé Carlos disse...

Gisa, garota querida, te admiro demais como escritora, maravilhosa.

Vim desejar uma semana da forma como vc sempre sonhou, OK?

Beijão do ZC

Luis Nantes® disse...

Que interessante, viu? mandou bem menina Gisa, muito bem mesmo...
Beijos

Guará Matos disse...

Desaparecer é melhor que compactuar com o que não tem.
Bjs.

Marinha disse...

Ahh, Gisa, encantar o invisível deve ser simples para quem tem o dom de seduzir com palavras o visível!
Boa semana, amiga querida.
bjo

Long Haired Lady disse...

seria isso o fim dos problemas?

beijo!

Cristina Lira disse...

lindo espaço, cantinhos como esses é que tornam a blogosfera tão especial.
bjus.

A.S. disse...

Sim... por vezes precisamos ficar invisiveis... habitar outros sonhos, sentir novas sensações!...

É lindo o teu texto Gisa!

Beijo
AL

Déya disse...

Lindo sim, sentido também e triste por ser...

"Esperava há tanto tempo que nem tinha mais certeza do seu próprio querer. Acostumara-se com a ausência e com o desejo latente".

Como se fosse... eu mesma!

beijO querida!

ps: viste o carinho que te deixei aqui?!

http://andreyawilsimar.blogspot.com/2011/01/afago.html

Suzi disse...

.

Gisa, minha querida!
Há quanto tempo não vinha aqui.

Lindo texto! Seria uma fada?

"As fadas também existem, baby"

Beijos muitos pra ti e meu sempre carinho.


.
.

Marinha disse...

Amada, postei um texto sobre invisibilidade tb. Se der, passa lá!
Bjo e paz.

AC disse...

Gisa,
É um encanto o seu (des)canto (des)encantado.

Beijo :)

Zatonio disse...

Surrealismo encantador. Que tal um conto? Acho que seria fantástico. Beijo!