sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

SERMÃO

Decepção... Tristeza...
O que seria grande tornou-se insignificante.
Por que deveria ser assim?
Era para ser assim.
Acorda da loucura e cospe o amargo da boca.
O despertar cega muito mais do que o adormecer,
Talvez por isso as lágrimas se façam necessárias...
Quero ir voar mas entendi o recado e planto-me cada vez mais no chão.
Aprende a ouvir as mensagens subliminares da mente.
Não te faças de louca por que não és surda, tampouco despreparada!

6 comentários:

Guará Matos disse...

As vezes a ideia da viagem é boa, mas o transporte é ruim.
Bjs.

Zatonio disse...

Mas é poeta...moça...das boas. Beijo!

Leonardo B. disse...

[Gostava de aprender a olhar para além das aparências, tal como os homens sábios em silêncio o fazem!
Gostava de ouvir o que está por detrás da brisa suave, tal como gostava de dizer as palavras sábias que em silêncio os sábios escutam...

... escrevi há tanto tempo, estava lendo há pouco e partilho]

Um imenso abraço,

Leonardo B.

A.S. disse...

Muitas vezes não escutamos as mensagens, não deciframos os sinais e caminhamos alegremente para um abismo!

Beijos, Gisa!
AL

Marília Felix disse...

Ah Gisa, como eu queria voar agora!

Luis Nantes® disse...

Sabe, vou assinar o que comentou o Guará Matos, ele mandou bem e foi muito feliz em responder... valeu!!
beijos