quinta-feira, 28 de agosto de 2014

DEPRESSÃO

Do bum criou-se o caos.
Notícias rodavam
Naquilo que havia sido,
Um dia,
Sua cabeça.
Queria submergir 
A todo custo.
A superfície não era mais
Para ele.
Enterrou-se, como pode,
No lodo do cotidiano.
Quieto, ficou a espera do pior.
O melhor jamais retornaria,
Jamais...

5 comentários:

Manuel disse...

Mas é mesmo uma profunda depressão.
Vamos por a cabeça de fora e sorrir para a vida.

Andradarte disse...

Coisas que acontecem.....por vezes...
É preciso luta...
Beijo

Rogerio G. V. Pereira disse...

De pressão em pressão
o melhor retornará

Vanessa Palombo disse...

Pura realidade...

Bjos

Ana Sofia Cruz disse...

Como eu amei este poema e como ele descreve quase na perfeição o que é uma depressão. Digo quase porque julgo que uma depressão é sentida de maneira diferente de pessoa para pessoa.

Estou seguindo o seu blog, achei-o super interessante e com poemas bem estruturados.

Um beijinho,
Ana Sofia

http://you-should-neversaynever.blogspot.pt/