terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

CARNAVAL

A luz incidiu sobre o asfalto cinza
O surdo de segunda respondeu ao de primeira,
Dando espaço ao de terceira com sua batida mais solta.
Surgiu o coração, vermelho e pulsante,
Sob os holofotes coloridos da avenida.
A caixa e o tarol iniciaram o suingue
Seguidas pelo repique.
Na velocidade do som,
Braços, pernas, quadris e tronco entraram no ritmo
Em torno do órgão pulsante solitário
Envolvendo-o por completo.
Chocalhos e agogôs chegaram para encantar
No balanço da cabeça e dos cabelos negros
Que rolam sobre os ombros desnudos.
Tamborins e cuícas completaram a cena
Com os trejeitos de mãos e pés
Harmonizados ao total da obra,
Colando todas as peças e apurando o resultado final.
Desfilou, sambou e encantou.
Acabou-se em purpurina no fim da passarela
Levando consigo o rastro de energia alegre do ambiente.
Virou cinza, diante dos olhares de saudade,
E sumiu na parada final da bateria,
Prometendo voltar
No próximo Carnaval...

15 comentários:

Mery disse...

Acabando, que pena!
Foi bom enquanto durou; ainda sobrou um pouco de purpurina para hoje...então lá vou eu!
Até o próximo Carnaval...pra quem fica!
Abraço de fim de carnaval, muito descanso pra ti.

AC disse...

Gisa,
A sua energia é incontrolável, mas gosto. :)

Beijo :)

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, seu texto vivifica a passagem pela passarela. É exatamente isso.
Beijo no coração.
Manoel.

Rogério Pereira disse...

O corso
passou
e não parou
As escolas de samba
passaram sambando
também não parando
Até que ela chegou
e seu olhar parou
pousando no meu
e o levou
prometendo
mo dar
quando, no próximo Carnaval,
vier desfilar

Inaie disse...

Alalaoo ooo ooo...
mas que caloor ooor oorrr

Fê-blue bird disse...

Um desfile de palavras com a magia e a força do Carnaval brasileiro.
Por aqui tudo cinza :(

Beijinhos

Palavras disse...

Oi Gisa,

um carnaval de sons e formas. Lindo!

Agradeço o carinho no Palavras que esteve parado por uns dias, mas já está de volta.
Boa semana!

Beijos

Leila Rodrigues

Palavras disse...

Oi Gisa,

um carnaval de sons e formas. Lindo!

Agradeço o carinho no Palavras que esteve parado por uns dias, mas já está de volta.
Boa semana!

Beijos

Leila Rodrigues

Hugo Nofx disse...

Não há Carnaval como o vosso... Qualquer dia hei-de assistir e participar nessa loucura que é só vossa.
Reparei que refere o instrumento cuíca no seu poema. Por cá pouca gente sabe o que isso é, mas foi o nome da minha primeira gata... por causa de um bar que tinha o mesmo nome.

beijo.

Cores da Vida... disse...

Uma delícia de descrição...!!

Fez recordar-me quando eu e minha mãe fomos ao Sambódromo do Rio de Janeiro, assistir todas as escolas, na arquibancada bem ao lado do refluxo das baterias. "Guenta coração"!! Foi quando o homem com nitrogênio, voou na avenida toda e pousou a nossa frente. Muita emoção.

Boas lembranças, você me despertou...

Parabéns!!

Beijos,

Paulo Francisco disse...

Depois deste desfile magnifico por aqui, resta-me esperar a quarta-feira de cinza.
Um beijo grande

ANTONIO CAMPILLO disse...

Vuestro carnaval, Gisa, el más famoso del mundo, el más intensamente vivido, el más imaginativo, es un movimiento de libertad de tal intensidad que en todos los países se trata de copiar o simular.
Creo que lo vives con la satisfacción de la fastuosidad de ese inmenso sambódromo que poseéis.
Espero que este año se haya superado, como suele hacer cada vez que llegan las fechas, señaladas para la diversión y la libertad.

Un fuerte abrazo, Gisa.

Genie -- Paris and Beyond disse...

We read with amazement the numbers of people at Carnival in Brazil! In our city we had 150,000 people for Mardi Gras day with similar numbers in the weekend prior to the big celebration.

I would love to be there in Brazil one day to enjoy.

What lovely words you write, mon amie!

Bises,
Genie

iglesiasoviedo disse...

Espero que se cumpla la promesa de regresar en el próximo carnaval.
Besos.

Zatonio Lahud disse...

Uma bela alegoria carnavalesca, me senti na Avenida...Beijo!