quarta-feira, 9 de outubro de 2013

DIA

O dia em que eu te ver
O mar irá petrificar
O sol não vai se esconder
E a lua quererá participar.

Estrelas, aos nossos cabelos,
Pontilharão de brilhos fugazes
E borboletas coloridas 
Nos vestirão com requintes, amáveis...

Bailaremos a valsa 
Do encantamento eterno
Dedilhada nas cítaras
Dos amigos grilos, tão ternos...

O dia em que eu te ver
Seremos finalmente completos
Encerraremos as buscas vãs e
Seguiremos unidos, repletos...

8 comentários:

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Mi querida Gisa ,mi blog cumple su 4º aniversario, me haría muy feliz que estuvieses a mi lado.
Te dejo un beso de ternura
Sor.Cecilia

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga

No dia em que te encontrei
veio a graça e veio a sorte
nem sabes o que eu andei
tão cansado e de má morte

Para bem te comentar
e aumentar a confusão
gramática fui comprar
e só me deste um... empurrão

Por isso sou infeliz
e aqui no teu blogue ponho
que o povo bem certo diz
que foi um dia tristonho


Se eu fosse poeta, poetava; mas como o não sou, ainda me mandas à fava... :-) :-) :-)

Os comprimentos (e larguras) do costume

Henrique

Cidália Ferreira disse...

Como sempre MARAVILHOSO Adorei

beijos


http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Arnoldo Pimentel disse...

No tempo certo esse dia chegará.Parabéns.

*Escritora de Artes* disse...

Oi querida amiga,

Gostei das rimas...dias melhores virao...

Bjos

Flor de Jasmim disse...

Guisa querida, adorei!
Que esse dia não demore a chegar a sua vida.

beijinho e uma flor

OceanoAzul.Sonhos disse...

E que bom é alimentar a esperança. Acreditemos!

beijinho Gisa
cecilia

ANTONIO CAMPILLO disse...

Nunca se demorará el día en el que los sueños sean reales, las fantasías reaviven la felicidad y el placer que emana de una pasión se desata como una inmensa catarata de suspiros.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.