quarta-feira, 12 de junho de 2013

AMOR

No amor acordou.
Foi um despertar doce.
Cores, por todos os lados,
Brincavam de cabra-cega.
Acordes atrevidos insinuavam-se
Pelos finos voales
Presos ao teto abobadado.
As luzes piscavam
Sem aparentar qualquer cansaço.
Tudo era bom.
Tudo era belo.
Tudo era perfeito.
Até a próxima solidão.

9 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Pois
Tudo é lindo enquanto dura.

Parabéns.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ricardo/águia_livre disse...

Poema lindo. Gostei de ler

Flor de Jasmim disse...

quando se ama tudo faz mais sentido!

beijinho e uma flor

Ina Mel disse...

Suas palavras são a perfeição da paixão e amor neste dia dos namorados
Um grande abraço

ANTONIO CAMPILLO disse...

Despertar en el Amor, Gisa, es como terminar un sueño psicodélico en el que realidad y fantasía se entremezclan, creando luces y colores que te elevan a un mundo de hipersensibilidad. Después, volverá otra vez la próxima sociedad.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Mar Arável disse...

Tudo se move

Marco Rocca disse...

Belo e instigante poema... Adorei!

Smareis disse...

Olá Gisa,

Estava ausente do blog esfera durante meses por isso a minha ausência por aqui.
Poema magnifico, o amor quando a mudança é total.
Feliz Dia dos namorado!

Beijos!

Cris Campos disse...

Talvez não seja exatamente amor... Gr. Bj.!