quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

GOLPE

Enfeitou-se de estrelas e saiu para enfeitiçar a lua.
Logo mais tarde, à noite,
Quando ele saísse para olhar o céu,
Esta o hipnotizaria com sua aura cintilante
Tendo em vista o acordo recém firmado
Com a nova amiga e cúmplice.
A partir de então,
Deslizaria pela penumbra
E arrebataria,
Em um só golpe,
O seu mais oculto sentido.
Saíria sorrateira,
Sorrindo.
Depois, era só aguardar.
Ele logo notaria a falta
E viria em busca do que pensava
Ainda ser somente seu...

9 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Gisa, tu usas a magia de escrever bem para enfeitiçar a nós, teus seguidores.
Um abraço. Tenhas um lindo dia.

Marinha disse...

Amor ofertado para quem dele necessite, e tenho como cúmplices a lua e as estrelas, é sentimento arrebatador. Gisa, tenho necessitado ler e reler teus escritos. A cada leitura capto algo diferente. É como se somente permitisses que o sentido todo fosse revelado, aos poucos, em doses suportáveis a nosso sentir.
Belíssimo!

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)

Quasímodo disse...

Enfeitiçar a lua? Eis algo que não ouso tentar. Ela enfeitiça-me antes.

Só as mulheres conseguem. E só as mulhers poetas podem descrever a lua enfeitiçada.

Belíssimo, Gisa.

iglesiasoviedo disse...

La magia de tus versos, la magia de la noche y del cielo estrellado, la magia de esos momentos, la magia eres tu, tu eres todo magia en la que perderse, tu la única no hay otra.
Besos.

Tatiane Trajano disse...

E o era?!
Gostei do texto.

=)

@ Escritora disse...

Oi Gisa,

Passei um tempo lendo seus poemas, não sei qual é o mais bonito, decidi então ficar com todos!

Parabéns, algo além daqui vive dentro de ti...

Bjos

Rogério Pereira disse...

A VITIMA

Sentia no ar
o que nunca sentira antes
E o que sentia ia crescendo
com o crescimento da noite
Viu então
o que nunca vira antes
Nuvens com o desenho de lábios
sorrindo e ganhando asas
em forma de beijo
Não discerniu o sentido
de tal e perdeu o poder pensar
e deixou-se vencer
pela beleza do golpe
Nada o podia salvar

QUIM disse...

sabe por vezes tem gente que se acha a ultima bolacha do pacote e se desleixa...eu amo aqui..seus textos são
maravilhosos...e seu sorriso nossa..bj