quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

REGRESSO

De uma, duas se fez
Só para encantá-lo.
Mulheres reflexas e etéreas,
Feitas da mesma cepa.
Surgiram como holográficas a sua frente.
Levaram-no pelas mãos,
Aos tropeços,
Apresentando-lhe todos os cenários
Até então proibidos ao seu simples pensamento.
Amantes,amaram-se com fúria entre elas,
Para somente após,
Amarem-no com sensualidade,
Na medida certa do seu prazer.
Contracenaram os três, entre beijos e carícias,
No louco delírio secreto,
Até a total exaustão de todos.
Foi na sua frente,
E com um enorme grito de esforço,
Que elas se fundiram novamente,
Em uma única figura.
A noite ia-se rápido
E o sol já vinha apontando seus primeiros raios.
Foi por pouco, muito pouco,
Que conseguiram regressar,
A tempo e com ar de dissimulados,
Ao que se costumava chamar de
Cotidiana realidade.

6 comentários:

Richard Moisan disse...

Que ce soit avec sensualité ou beaucoup de tendresse, une nuit d'amour est toujours merveilleuse...
Bon après-midi, Gisa!

Rogério Pereira disse...

ILUSÃO...

Ele defende,
em extensa tese, de 188 páginas
que cada ser
é ele próprio, sua alma e seu contrário...
Ele é a síntese
do diálogo dos outros dois
Afirma que cada ser,
assim, é a própria dialéctica

Portanto, se ela se desdobrou
em duas, e assim amou
e depois de amar regressou
Acho que mentiu
À luz da tese dele, coisa assim
nunca se viu
A ser verdadeiro
teriam de ser seis, por inteiro:
Alma com Alma
Contrário com contrário
e ele com ela

(isto hoje ficou um tanto pesado e, não sei, se bem explicado...)

iglesiasoviedo disse...

Terrible crueldad , abandonar la fantasía, tres fusionados en un solo placer, para regresar a la realidad cotidiana.
Un fuerte beso.

Liberdade. disse...

BOA TARDE GISA!

INTENSO!

ESSE COTIDIANO NOSSO,
NOS FAZ SÃ TÃO SÃ QUE QUASE ESQUECEMOS DE VIVER!
UM ABRAÇO!

ANTONIO CAMPILLO disse...

A pesar de ser cierto que "de uma, duas se fez", una de estas mujeres siempre será virtual, nunca será verdadera, será la imagen de la otra.
Deben volver a reunificarse, a unirse porque deben ser una sola con múltiples facetas.

Un fuerte abrazo, Gisa.

Palavras disse...

Oi Gisa,

Vim aqui beber das suas doces palavras. Lindo!

Bjs