quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

DECEPÇÃO

 
Peguei a pá e cavei um profundo buraco.
Cobri suas paredes com cimento
Moldei seus contornos ao longo de meses
Ficou pronto.
Estipulei regras rígidas.
Todas as determinações foram cuidadosamente repassadas
Entendestes o teu papel
Ficastes pronto.
Entrei no buraco na hora esperada.
Fechastes a tampa e a lacrastes, conforme as ordens
Fechastes teus ouvidos aos meus gritos e apelos.
Fiquei inerte.
Como podias ser tão obediente?

15 comentários:

Zatonio disse...

Obediente nada...fico imaginando é como consegue ser tão criativa. Inveja! Beijo!

Guará Matos disse...

A obediência rígida é destiladora de omissão.
Odeio omissão!
Jamais seria.

Bj.

Lully disse...

É o que manda a boa etiqueta: no buraco dos outros, ordens são para serem cumpridas. Se tivesse deixado uma marreta do lado de fora, quem sabe... agora estarias livre =)
Um beijo, amada!

Dave disse...

É por essas e outras que opto pela rebeldia interna e intensa do meu ser...

Muito bom! Gostei.

Valeu pela visita. Volte mais vezes. Será sempre bem vinda!

Beijo.

Carla Ceres disse...

Você é a Gisa mais criativa que eu já li. Então afaste-se de quem cumpre ordens absurdas e continue esvrevendo. Beijos!

iglesiasoviedo disse...

Poema enigmático, difícil para mi quizás por la traducción.
Eres muy creativa y eres un ser libre e independiente, mantente así no cambies.
Un beso muy fuerte.

Déya disse...

escreva, escreva, escreva....
Seja obediente a sua inspiração..

beijos querida. adorei!

Marinha disse...

Amiga, já li tantos textos teus, mas esse, ah, amei mais do que todos! Ameiiii!
Bjo e paz e sorrisos.

Luis Nantes® disse...

Caracas!! Ser assim obdiente a ponto de ser enterrada viva? Isso é loucura... Valeu!!
Beijos

AC disse...

Gisa,
Compreender o outro é mais que ciência, é sabedoria. Mas só nos desiludimos quando olhamos demasiado para trás.

Beijo :)

♪ Sil disse...

Gisa,

Eu acho que descavaria esse buraco com os dentes.
Minha rebeldia me proporcionaria a essa atitude.

Um beijooo!


PS: Tá lindaaaaaaaa nessa foto!

dja disse...

Não ... Não ... Não, sai daí lindona, vc enterrada viva nãooooooo, nem pensar.
beijos lindona, òtimo fim de semana e um carinho no seu coração.

Rart og Grotesk disse...

bota obediente nisso não?? mas é nessas horas que é bom desobedecer as regras, tentar cavar o buraco e sair de lá né?rsrs

Adorei seu poema, bem diferente de outros blogs de poemas que conheço com temáticas comuns. Os seus poemas são diferentes, criativos, nos fazem pensar um pouco.
Muito bom!

Bom fim de semana!

Juan disse...

Me encantó.
¿Obediente? Es el juego del amor. En este cada uno desempeña su papel.
Beijos
Juan Antonio

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

o coração não é racional, por isso não pode medelar quem queremos, o que resta é sempre não obediência