quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

TRANSLAÇÃO

Não vivo, gravito.
Gravito em torno desse estranho objeto articulado que chamam corpo.
Não consigo entender bem a força que me prende a ele.
Pior. Sinto todas as sensações que dele emanam.
Sua atmosfera me sufoca.
Estarei condenada à translação eterna?

18 comentários:

Guará Matos disse...

Estarei em rotação em torno de ti para deixá-la mais lúdica e cósmica.

bjs.

Rogério Pereira disse...

Respondo não
A bem, convoque seu corpo
pra uma reunião
converse com ele
fale-lhe ao coração
seja persuasiva e paciente
mostre-lhe as vantagens da mente
fale-lhe do sonho, da utopia
fale-lhe do gesto bom
sentirá seu corpo como há muito não sentia
Quase sempre nosso corpo só espera
que seja de nossa iniciativa, mudar a atmosfera
Seu corpo, tal como o meu,
é escravo e sempre lhe obedeceu...

Dave disse...

Ué, só depende de você.

Carla Ceres disse...

Que bonito, alma difusa orbitando um corpo em vez de prisioneira dentro dele! Tinha que ser ideia sua. Beijos!

Marinha disse...

Tua essência deve ser leve, querida. Por isso, gravitas, flutuas, translaças.
Bjo, amiga Gisa.

Déya disse...

Dizem que tudo só depende de nós...

beiJO minha amiga querida..

Goriot disse...

Nostro corpo esta ben hecho.Todiño funciona ben.
Es la mente la que manda.
On beijo desde Espana.
Goriot.

Rart og Grotesk disse...

eis a pergunta "Estarei condenada à translação eterna?

gosto muito das temáticas de seus poemas, bem diferentes de outros que vejo por ae!
bjos

http://artegrotesca.blogspot.com

Letícia Nunes disse...

Aproveite e sinta a translação!! Tem quem não a perceba!!
Amoo teus poemas. Você tem graça unida a uma leve dose de reflexão, que nos faz viciados em você! hihih

Beijos

Letícia Nunes disse...

;)

wcastanheira disse...

Uma bela postagem é sempre muiiito bom passear pór aqui vc tem belas pérolas pra nós, pra vc bjos,m bjos e bjosssssss

Lufe disse...

Só os seres superiores tem a capacidade de, em espirito, sair do involucro e observa-lo de fora.
Mas as sensações permanecem e, como ser evoluido, sabe que este estagio é passageiro.
O involucro continua sendo somente uma casca....
e perecivel.

bjoca

Van disse...

Não eterna, somente durante o tempo que portares o corpo, depois serás livre das sensações que dele emanam.

Que belíssima poesia você faz, estarei por aqui te lendo

Se quiser me visitar ou me seguir também

`·.·•¤ Hanabi ¤•·.·´ disse...

Será eterna si así lo deseas. Por mi parte no dejaría que las sensaciones arrancaran a ningún lado.

Bello, bello.

¡Besitos!

Lully disse...

Se tu estás fadada à translação eterna, o que será dos hoomenzinhos azuis... =)
Beijo, amiga!

Jasanf disse...

Jamais estará condenada à translação eterna, visto que nem só de pão vive o homem. Ele precisa ter coragens para adquirir novos poderes metafóricos.

ETERNA APAIXONADA disse...

Bom dia, Gisa!

Vim lhe agradecer sua participação na postagem do Reflexões de Nós, e conhecer seu blog.
Encontrei motivo para voltar! E, com calma, apreciar seus textos, que me agradaram! Parabéns!
Tenha um ótimo dia!
Beijos
Helô Spitali

Fanzine Episódio Cultural disse...

PEDESTAL DE MENTIRAS

Em um forte e caloroso abraço
Duas adagas manchadas de sangue.
Em um longo e apaixonado beijo
O veneno amargo do ódio.

Num elogio falso
O verdadeiro monólogo da inveja.
Em um sorriso espontâneo
O bote da serpente.

Sob aplausos uníssonos
Um temporal de socos e pontapés.
Num aceno de adeus
A obscenidade.

Num gesto de perdão
A eterna vingança...


*Agamenon Troyan é escritor e poeta mineiro.