quinta-feira, 18 de novembro de 2010

ORDENS

Quero tuas mãos em mim.
Teus olhos em mim.
Tua boca na minha.
Teu corpo no meu.
Não vou aceitar acordos que não contemplem essas cláusulas pétreas.
Assim foge,
Mas foge bem rápido para que eu não consiga te alcançar,
Vou vestir tua alma...

8 comentários:

By Alê disse...

Nossa, parabéns para quem é essas ordens hein!
Sortudo :)
Abraços do Alê

Olavo disse...

Decidida...
tá certa..rs
Bom dia..beijão

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

Hubner Braz disse...

Profundo e tocante, chega as entranhas do amago!!!

Ameii..
Bjssxx

Luiz Neves de Castro disse...

Gisa!
Fiz a indicação do seu blog para receber o Prêmio Dardos! Vim convidá-la para retirar no Egrégora: Carrancas Literárias... se você curtir receber o selo ele estará a sua disposição, com muito carinho...

Gisa disse...

Segredo Alê! Um bj.

Sempre Olavo! um bj.

Obrigada Fernando, seja bem-vindo e retorne sempre que quiseres. Um bj.

Obrigada Hubner!
Um bj.

Nossa Luiz! Muito obrigada pelo carinho!
Muitos bjs e vou passar por lá.

Erico disse...

Oiê,

Primeiramente, parabéns pelo selo (você merece!), com relação ao poema: NOOOOSSSA!
Li seu texto para algumas colegas de trabalho e sabe o que elas disseram? -Meu caneco!!! rsrsrs
texto forte e de muita personalidade (de novo)!

Beijos :)

Gisa disse...

Ah Erico! Adorei o comentário!!!
Obrigada sempre por estar ao meu lado nestes caminhos!
Um bj.