quinta-feira, 11 de outubro de 2012

MATÉRIA-PRIMA

Senta, abre os olhos e presta atenção.
Hoje sou o teu foco principal.
Quero-te plenamente consciente.
Fecho a porta e as janelas.
Acendo as velas perfumadas do meu cheiro.
Vou te inebriar de mansinho.
Ouve!
Música suave e lacunosa,
No meio da qual lanço meus mais doces sussurros.
Movimento-me diante de ti,
Na certeza que me queres.
Tuas vontades incendeiam meus desejos.
Tiro a roupa pouco a pouco.
Nua, danço o ritmo de nossas respirações,
De nossas intenções mais mundanas e depravadas.
É com desespero que te vejo sucumbir
Derretido pelo calor do momento.
Tanto trabalho perdido em um único instante!
Dou de ombros e recomeço.
Tratarei de construir-te mais sólido dessa vez.
A cera, definitivamente, não é uma boa matéria-prima
Para fazer-te a imagem.
Tentarei agora a madeira.
Há de dar um melhor resultado.

8 comentários:

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga,

Meu silencio tem sido longo.

Mas não tem sido por esquecimento, mas sim por conta dos acontecimentos do dia a dia.

Quero muito agradecer a sua presença amiga lá no meu cantinho, a qual trás muita alegria para o meu coração.

Que Deus a abençoe, e realize todos os seus sonhos e projetos.

Uma linda semana para você coberta de muita paz e Amor!

Abraço Amigo

Maria Alice

Rui Pascoal disse...

Tem que ser uma boa lasca...
:)

Nilson Barcelli disse...

Sabes tratar a matéria-prima que há nas palavras como poucos.
E fizeste um magnífico poema com elas, moldaste-as a teu bel prazer.
Beijo, querida amiga Gisa.

ANTONIO CAMPILLO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CHIICO MIGUEL disse...

Gisa, querida amiga:
"Acendo as velas perfumadas do meu cheiro" - que verso lindo! Tão lindo quanto você de corpo e alma, o coração sempre palpitando pelo bem. Estou com saudade de ti e vim aqui.Também não te encher com muitas palavras não, sei que de poucas quando são sinceras, é que precisamos. Quanta vontade de conhecer Pelotas, para mim Pelotas é
você. Que a nossa poesia, a nossa amizade a nossa ternura sejam para sempre. E será. Amemos. Amém.
abraços!..........Chico

ANTONIO CAMPILLO disse...

Me encanta.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

*Escritora de Artes* disse...

Um poema encantador...

Bjos querida amiga

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, muito bacana. Achei muito legal você imaginar isso:

"Acendo as velas perfumadas do meu cheiro."

Onde posso comprar dessas velas?
Beijo no seu coração.
Manoel