terça-feira, 23 de outubro de 2012

VONTADES

Quero o verso perfeito
Pronunciado por tua boca úmida
Do meu prazer.
Quero o passo perfeito
Da dança frenética
Das nossas pernas em laço.
Quero o suor perfeito
Escorrendo por nossos corpos
Secos de saudades mútuas.
Quero o final perfeito
Para nossos sorrisos bobos
Motivados pela psicodélicas sensações
Daqueles que se esperaram sem medo
Do inalcançável regresso.

10 comentários:

Leonardo B. disse...


[entre a entrega e o acto de receber

o desejo de perfeição.]

um imenso abraço, Gisa

Leonardo B.

Flávia Diniz. disse...

Muito lindo!

Beijos

Rui Pascoal disse...

Seja feita a sua vontade, de preferência aqui na terra... o céu pode esperar.
:)

Angela disse...

Secos de saudades mútuas, amei essa frase, e todo ele é inspirador.
Beijo

Dilmar Gomes disse...

Somos brindados por mais um poema de qualidade, amiga Gisa. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, quero tudo isso também. Na mesma sequência.
Beijo com carinho
Manoel

Um brasileiro disse...

oi moça. estive aqui vindo de um outro blog que vc visitou. Vim e gostei. Muito legal. Apareça por la. Abraços.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Quiero la prosa perfecta...
Un poema de esperanza perfecto, Gisa.
Desear apasionadamente, danzar hasta no poder más, sudar cuerpo con cuerpo hasta que el placer venza a los amantes... Y todo por y para unos seres que han nacido en tiempo y espacio diferentes.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Cris Campos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris Campos disse...

Mais que perfeitos estão estes belos versos amiga. Gr. Bjooo!