sexta-feira, 9 de novembro de 2012

REFLEXÃO

Olho a estrada.
É reta e clara.
Atalho.
Detesto obviedades.

6 comentários:

ANTONIO CAMPILLO disse...

Sí, Gisa, recto y claro. Siempre se debe manejar por carreteras rectas y claras.
La cuestión estriba en el paisaje. Mientras conduces por carreteras que son atajos y con curvas, el paisaje se disfruta. En las carreteras rectas y largas el paisaje posee un efecto secundario: no es importante.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Janaina Cruz disse...

O charme das surpresas é sempre melhor do que a mesmice...

Saudades de você minha amiga.

Ana Andreolli disse...

Adorei o poema, tava meio sumida hahaha! beijoss

Fê-blue bird disse...

Nos desvios é que estão as surpresas!
Umas boas, outras nem por isso, mas vale sempre a pena arriscar.
Boa viagem !
Beijinhos

heretico disse...

gosto da aventura dos atalhos - subversão do óbvio...

... e do banal.

beijos

Flor de Jasmim disse...

Gosto de atalho, do descobrimento, não suporto a rotina.
Bom fim de semana minha querida amiga

Beijinho e uma flor