segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

CORREDOR ESCURO

A umidade condensava-se nas paredes de lajotas. Frias gotas pareciam brotar do inanimado. Lugar pequeno. Três portas apenas e um elevador antigo. Escuridão. No canto, uma escada estreita e sinuosa que levava ao andar de baixo. Pararam. Olharam-se. Sorriram e disseram banalidades. As palavras não ditas saiam por todos os poros que não conseguiam reprimir tamanha rebelião. Fogos fátuos começaram a se espalhar pelo ambiente. Queimavam-lhes os pés, os cabelos, os corpos de relance. A luz que vinha deles fez romper a labareda de dentro dos peitos. Aos poucos, começaram a derreter, sem que isso fosse percebido. O incêndio, pouco a pouco foi se alastrando. Apesar da disformidade, que já se estabelecia, palavras, ditas certas, continuavam saindo das bocas. Não podiam mais se mexer. Os corpos, derretidos, foram prendendo ao chão. Em pouco tempo, tornaram-se duas manchas amontoadas sobre o piso.

15 comentários:

Priscilla disse...

Muito profundo!
Lindo demais!
Uma ótima semana e um enorme beijo pra ti!

Guará Matos disse...

Contatos de todos os graus. Uau, loucura!
Bjs.

Erico disse...

Oiê!

Meu Deus, que é isso Gisa? Não consegui desvendar, mas deu um calafrio de medo!

Beijos :)

Leonardo B. disse...

[uma explicação para a criação do mundo...]

um imenso abraço, Gisa

Leonardo B.

Zé Carlos disse...

Gisa, menina.... vc já viu fogo-fátuo aqui perto da fazenda numa estrada sem iluminação existe um cemitério (poderia ser um pântano) e a cada noite que por lá passamos poderemos vê-lo.
Para quem o vê pela primeira vez é assustador.

Bjs do amigo, ZC

`·.·•¤ Hanabi ¤•·.·´ disse...

Wow! Realmente muy intenso.
Incluso llego a sentir la desesperación que se debe sentir en el ambiente.

¡Besitos!

AC disse...

Gisa,
Sabe uma coisa, minha amiga? Quanto mais leio os seus textos, mais sinto em si a vontade de abraçar o mundo...

Beijo :)

Milton disse...

Acho que isso ficou parecido com a "Metamorfose do Amor". Muito interessante amiga advogada.
Beijo do homem virtual!

Zatonio disse...

Um texto kafkiano em sua estranha beleza. Beijo!

Léo Santos disse...

Olha, Gisa, não é sempre que se pode ler coisas assim: de extrema qualidade! Muito bom mesmo, fiquei pensando por alguns segundos... E é pra isso que serve a literatura: fazer pensar! Parabéns!

Um abraço!

Fernando Santos (Chana) disse...

Espectcular....
Cumprimentos

Betha Mendes disse...

Esse corredor escuro nos instiga, Gisa!

bjs

Betha

Gisa disse...

Obrigada Priscilla! Um bj e ótima semana para ti também.

Contatos imediatos de todos os graus Guará. Um bj querido amigo e até mais.

O mistério tem mais sabor Erico! Um bj querido amigo.

E assim se fez Leonardo! Um bj grande.

Sim Zé Carlos e realmente sempre me impressionaram. Lembro de quando menina no sítio de meu avô nós podíamos ver ao longo da estrada. São assustadores, mas lindos. Um bj querido amigo.

Sim Hanabi, o ambiente é tenso. Um bj e obrigada pela companhia constante.

Sabe de uma coisa AC? Quanto mais leio seus textos e seus comentários sinto vontade de te abraçar e conhecer! Um bj querido amgio.

Obrigada Homem Virtual! Um bj e uma boa semana.

Ah Zatonio, muito me honra! Um bj querido amigo.

O que seria de nós sem o pensamento Léo? Um bj meu bom amigo.

Obrigada Fernando, bjs.

Sim Betha, instiga e apaixona. Um bj querida amiga.

Julie disse...

Muy, muy bueno, amiga.

Gisa disse...

Obrigada querida!
Um bj Julie.