sábado, 11 de dezembro de 2010

SONO

Estavam acostumados um ao outro
Conviviam há longos anos, sempre trilhando a mesma rotina
O amor ainda resistia dentro dos corações acostumados,
E já um pouco esquecidos de como poderiam viver
Sem o pulsar lado a lado.
O tempo continuava seu fluxo,
Atropelando horas e datas.
O dia, a noite, o dia, a noite, o dia, a noite
Nada mudava,
A poeira que se acomodara, inicialmente, sobre os móveis,
Começou a cobri-los vagarosamente
As aranhas trabalhavam, sem cessar,
Tecendo teias invisíveis que os aconchegavam cada vez mais próximos.
Certo dia, amanheceram sentados, de mãos dadas,
Unidos e completos em uma tela emoldurada pelas paredes da sala
Com a vida dormindo,
Um sono profundo aos seus pés.

21 comentários:

Léo Santos disse...

Ah, isso acontece mesmo, guria! É típico da vida a dois! Mas o incrível é que tu conseguiu pescar no ar, conseguiu ter o insight! E fez pra nós esse poema lindo...

Um abraço!

SKIZO disse...

Gosto
muito
boas
criações

JB disse...

Obrigada pela visita e pelas palavras!

Vim conhecer o seu espaço e... fiquei encantada com os seus textos!

Uma delícia de ler!
Fico e voltarei!

Beijinhos

Zatonio disse...

Gisa, lindo poema. Pior é que, quase sempre, não nos apercebemos que as teias estão nos tomando e paralisando. Triste!

José Sousa disse...

Querida Gisa, belissima sua postagem.
Gostei da forma tão rápida qu vc foi comentar no meu poste. Mal tinha acabado de respirar vc já estáva lá. Fico feliz.
um beijão e um bom Domingo

Bibiana Benites disse...

Gisa querida!
Tem selo pra ti no meu blog! Espero que goste.

Beijos : )

Zé Carlos disse...

Gisa, minha nova e já querida amiga. Recebi o seu recado e a sua proposta, mas é claro que vc supera as espectativas, está aceita!!!!!

Tenha um lindo domingo e se puder escreva para mim preciso enviar a sua foto do Perfil.

joseccm@terra.com.br

Bjs do Zé Carlos

Zé Carlos disse...

Gise tem post novo esperando por ti....

http://zecarlosmanzano.blogspot.com

Bjs do Zé Carlos

AC disse...

Gisa,
Que belo retrato este, das pessoas que passam ao lado da vida!
Encantado!

Beijo :)

Guará Matos disse...

A rotina do se acostumar é fúnebre.
"Deus não permita isso para mim, principalmente no fim da minha vida. Que seja tudo diferente a cada momento, alegria e muita coisa interessante e gostosa pra se viver!" Pronto, pedi.
Bjs.
_______
Grato, estamos juntos.
Ah, vou lhe convidar no Twitter: O meu é @GuararemaMatos

Marília Felix disse...

Gisa, adorei seu blog!*-*
Me encantei com as palavras.
Realmente, "Ler, escrever e viver" é tudo...
SEguindo...depois me segue tá
Grande bjo.:-}

Antônio Henrique disse...

Olá GISA, Obrigado por me seguir.
vai ser um prazer está acompanhando o seu blog,
muito bom por sinal, bons textos e um designer elegante.
vale realmente conferir, fico feliz por me seguir.
vou colocar em meu blog, um direcionamento do seu
link para que através de suas atualizações eu esteja te
acompanhado.
luz na sua vida e que a troca de experiências seja ótima
para ambos.

iglesiasoviedo disse...

La vida juntos, el tiempo pasado, la rutina apoderándose de todo.
El hacer las cosas así porque siempre las hemos hecho así, incluidos los sentimientos.
Dice el proverbio:
"Sé excéntrico ahora. No esperes a ser viejo para serlo".

Zé Carlos disse...

Gisa eu tenho duas fotos lindas suas, mas não tenho para onde enviar....

Bjs do ZC

rouxinol de Bernardim disse...

Giza,

Gostei muito deste poema cheio de ternura e de apelo ao quebrar da rotina...

Será que a rotina é uma doença?!

Arnoldo Pimentel disse...

Tem selos de presente pra você no meu blog, passe lá e pegue quantos desejar
HTTP://ventosnaprimavera.blogspot.com

Olavo disse...

Tem quem ache esse amor sem graça...amor da convivencia,do dia a dia,amor familia,amor experiencia juntos...pois acho lindo.
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida

Venho do Zé Carlos conhecer o seu blogue, gostei do que li e fiquei.

Beijinhos
Sonhadora

Julie disse...

La vida misma Gisa, rutina, costumbre... un hermoso poema que describe muchas vidas. Felicitaciones amiga. Un placer leerte.

Alê do Escrivaninha disse...

Gisa Parabéns.
Um ótimo inicio de semana para você.
Abraços vou que estou com SONO!
Beijos.

Gisa disse...

Sim Leo, uma acomodação gerada na vida a dois, mas não necessariamente negativa. Um bj querido amigo.

Obrigada Skizo. Um bj e obrigada. Até o próximo.

Obrigada JB, volte sempre sim! Um beijo.

Sim Zatonio, acomodação é triste. Um bj querido amigo.

Obrigada José! Estou sempre atenta, viu só? Um bj querido amigo.

Obrigada Bibiana! Adorei o presente! Um bj grande.

Simplesmente adorei a foto Zé! Obrigada pelo carinho! Um beijo no teu coração.

Obrigada AC. Vidas inteiras compartilhadas me encantam. Um bj querido amigo.

A alegria de viver sempre é fundamental e deve ser preservada Guará. Obrigada pela presença, meu mais novo amigo.
Um bj querido.

Oi Marília! Obrigada pela presença e quanto a mim já estou te seguindo. Um bj.

Obrigada pelo carinho Antônio! Um grande bj e sinta-se em casa, apareça sempre que quiser, será um prazer.

Sim Iglesias a vida não deve ser deixada para depois. Um bj querido e obrigada pela companhia sempre.

Ao meu ver, rotina não é completamente uma doença, Rouxinol, mas ela deve ser vivida em doses homeopáticas e nunca deve dominar a situação. Um bj meu bom amigo.

Obrigada Arnoldo! Vou sim. Um bj.

Eu também Olavo e o preservo sempre. Um bj querido amigo.

Obrigada Sonhadora! Seja bem-vinda e volte sempre. Um bj minha nova amiga.

Obrigada Julie! Um honra poder contar com teus comentários. Um bj. minha querida amiga.

Bons sonhos meu criativo amigo. Um bj.