terça-feira, 14 de dezembro de 2010

PAISAGEM NOIR

A rosa negra da tristeza nasceu dentro do ventre.
Espalhou-se célere por todo seu corpo.
Ramos alastraram-se até sair pelos poros
Enraisando-a no duro chão de concreto.
A dor causada pelo ferimento dos espinhos 
Em contato com as entranhas,
Faz com que o grito, há muito preso na garganta,
Projete-se denso,
Plenamente palpável, dentro do ar rarefeito,
Em um derradeiro ato de luz.
O eco não responde mais, já fugiu há muito...
A visão turva e a respiração se suspende
É chegada a hora de fazer parte da paisagem anônima.

13 comentários:

andrebdois disse...

Tudo muito lindo!
Quam sabes um dia não fazemos uma brincadeira de "texto ilustrado". seria bem interessante.
abração e congrats.

Guará Matos disse...

E seguir por outros caminhos. Do desconhecido.
Bjs.

Marinha disse...

E ser mais um entre tantos que vagam anonimamente pelo mundo.
Bjo, amiga querida.

`·.·•¤ Hanabi ¤•·.·´ disse...

El camino del anonimato, algo a lo que muchos nos aterra llegar en algún momento de nuestras vidas.

Muy lindo como siempre.

¡Besitos!

Erico disse...

Oiê!

Loucura! Seria prognosticá funesta que se impele de uma tristeza vinda do âmago? (rsrs)

Beijos :)

Priscilla Marfori... disse...

Puro, lindo!

B-Jos.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"O eco não responde mais, já fugiu há muito" e quanta solidão há nestes versos,quanta alegria ao aveso

Lufe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lufe disse...

Este seu texto me passa uma sensação de angustia....uma tristeza sem alento...

gostei dos versos

bjo

iglesiasoviedo disse...

Precioso poema, triste, desgarrador, solitario.
"La visión borrosa y la respiración se suspende", parece que hemos llegado al fin.
Gracias por tu visita.

A.S. disse...

Gisa,

«O eco não responde mais, já fugiu há muito...»

Triste... mas belo!

Beijos...
AL

Antônio Henrique disse...

Caramba bem intenso hein!

gostei do jogo de palavras.

bjos e boa semana.

Gisa disse...

Nossa André! Acho a ideia incrível! Seria uma honra para mim. Vamos combinar!

Adoro o desconhecido Guará... Um bj querido amigo.

Sim Marinha, o anonimato tão comum. Um bj querida, adoro você por aqui.

Isso mesmo Hanabi, o caminho do anonimato. Um bj querida amiga.

O diagnóstico de loucura sempre é bem-vindo para pessoas como nós, né Erico? Um bj querido amigo.

Obrigada Pri! Bj minha querida.

Ah Ediney, "alegria do avesso"... adorei isso. Um bj querido amigo.

É Lufe, tristeza tembém é senseção e cabe a nós experimentar todas. Um bj querido amigo. Adoro o teu "Buteco", lá eu sempre fico feliz!

Obrigada Iglesias! Adoro também tuas visitas por aqui. Um bj meu querido.

Obrigada AL. Muitos bjs para ti também.

Obrigada Antônio! Boa semana para ti também.