domingo, 21 de agosto de 2011

IMPROVISO

Adorava o improviso,
Ele era caleidoscópico.
Hipnotizava-a no abstrato das formas coloridas.
Fazia com que ela construísse,
A cada momento,
Quebra-cabeças de mil e uma peças
Para destruí-los no próximo giro.
Somente pelo prazer de recomeçar
Do zero.




8 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Intenso!!! Muito.
Beijinho e uma flor

Rogério Pereira disse...

Recomeçemos então
a partir do ponto pedido
Prometo
improvisos com mais acerto
e com idêntico colorido

Richard Moisan disse...

Une découverte est un puzzle. Il faut assembler les morceaux. Le puzzle peut alors être laissé inachevé, mais jamais il ne doit être détruit.
Bon dimanche, Gisa!

Marinha disse...

Há encontros que constroem e reconstroem a cada dia uma nova possibilidade de amor. Por vezes, o improviso traz a sensação de concretude bem maior do que construções planejadas passa a passo.
Bjo, amiga.

Cristiane disse...

E ver novas cores e formas...tão perto dos olhos. Recomeçando sempre por um novo giro! LINDO! Bjks de Luz.

wcastanheira disse...

O prtazer de recomeçar, por linhas tortas as vezes pcisamos ir em busca de um recomeço se não é que desejamos pelo menos é o q temos, pra vc minha linda bjos, bjos e bjosssssssssss

O Profeta disse...

Um barco parado no cais de espera
Amarras soltas do frio ferro
Uma gaivota adormeceu sem penas
Uma criança chora no meio do aterro

Cheio de penas amarro a alma
Uma saudade arrocha meu peito
Sou um caçador de nuvens breves
Um romântico sem ponta de jeito

Um barco de papel perdido do norte
Roseira plantada num campo de pedras nuas
Uma casa perdida da sua cidade
Um labirinto feito de mil e muitas ruas

Doce beijo

iglesiasoviedo disse...

El placer de comenzar desde cero, una y otra vez hasta alcanzar lo perfecto, lo mejor, lo mas adecuado para cada situación, lo mejor para conseguir lo amado y deseado.
Un beso.