terça-feira, 23 de agosto de 2011

TORMENTA

Os tons carregados rapidamente escurecem a paisagem
Vêm do horizonte, tocados a vento forte, e encobrem a luz da lua cheia.
Como pesadas e inflamadas damas,
As nuvens sentam-se sobre nossas cabeças
E começam a discussão.
Seguindo o clarão dos raios,
Que emanam da troca acirrada de ideias,
Os trovões surgem guturais
E parecem pedir
Silêncio!
Muito respeito senhores e senhoras
Mantenham-se abalados
Como deve ser!
Olhem para cima!
Agora!
Assim mesmo!
Pois agora, tenho o prazer de lhes apresentar
A tormenta!

16 comentários:

Richard Moisan disse...

Laissons la passer! Le ciel va s'éclairir. Après la tempête, vient toujours le calme et le ciel pur. C'est le ciel bleu qui nous entraîne dans les rêves, la sagesse et le bonheur.
Bravo, Gisa, pour ta belle photo, à gauche! et dont la légende te définit bien.
Bonne journée et gros bisou!

iglesiasoviedo disse...

Tomad conciencia de vuestra pequeñez ante la naturaleza.¡Silencio!
La tormenta son los altavoces de esa fuerza infinita de la que venimos y dependemos.
Un querido beso.

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, este poema é muito bom!
Um grande abraço. Tenhas um bom dia.

Carla Ceres disse...

Boa abordagem, Gisa! Adoro tempestades. São um espetáculo belíssimo. Beijos!

Quino disse...

Cando as tempestades forman parte da nosa forza. Dentro de nos sempre temos ese agarimo especial que nos fai lembrar esa beleza belissima.

Beijos dende Galicia, Gisa.

Rogério Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogério Pereira disse...

Os tons suaves clareiam a paisagem
Raios de sol, beijados meigamente pela fresca,
muito fresca brisa,
que passa
com graça,
ondulando a seara
fazendo esvoaçar a pequena folha, que desliza
como menina saltitando num rumo certo
Perto cantam os pássaros, alegres
por ter findado a discussão das nuvens
e seu cantar
parece implorar
Silêncio
Muito respeito senhores e senhoras
Mantenham-se inebriados
Como deve ser!
Olhem para cima, suavemente!
Assim mesmo, como quem dança
Pois agora, tenho o prazer de lhes apresentar:
A bonança!

Andradarte disse...

E ela precisa lá de apresentação....???
Beijo

Sérgio Pontes disse...

Passei para dar um beijinho =)

Álvaro Lins disse...

Excelentemente apresentada:)! E como eu adoro tempestades!
Bjo

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Excelente Tormenta.
Beijinho

Teuvo Vehkalahti disse...

Greetings from Finland. This, through a blog is a great get to know other countries and their people, nature and culture. Come take a look Teuvo images and blog to tell all your friends that your country flag will stand up to my collection of flag higher. Sincerely, Teuvo Vehkalahti Finland

A. Marcos disse...

Tenha um bom dia e continue nos brindando com suas inspiradas palavras.

Ricardo Calmon disse...

Com tormenta ou sem tormenta, te sugar através de textos e poemas teus,que digitas,piano como se fôsse, me completa e inunda,amei foto tua em perfil de blog teu,como se na janela ,estivesse aguardando velho esse,braçadas de girassois te ofertar,paixonei,já furtei!
Amo-te Pessoa Linda Fraterna Amiga
Viva La Vie

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"Os trovões surgem guturais
E parecem pedir
Silêncio!
"
e do medo vem a calmaria

ANTONIO CAMPILLO disse...

La potencia de la tormenta deja al ser humano tan nimio, tan vulnerable, tan indefenso, que cuando su clamor se apaga un suspiro de tranquilidad surge de los labios temblorosos.

¡Es tan bella, tan espectacular, tan única...!

Una magnífica tormenta, amiga Gisa.