terça-feira, 9 de agosto de 2011

PÂNICO


Dançava por entre o pânico
Equilibrava-se com destreza sobre as frias lâminas
Que surgiam a cada passo.
Buscava dependurar-se
Nos hirtos “Ohs”
Que balançavam como pêndulos no meio do nada.
Repelia o gelo do ambiente
Com o pouco calor que ainda saia do seu corpo em movimento
Seus cabelos, emaranhados nos rochedos das paredes,
Teimavam por impedi-la de prosseguir
Gritava no desespero do perdido.
Gritava na busca do achado.
Gritava procurando o grito.
Que se calou para sempre,
Dentro do absurdo silêncio 
Dos olhos esbugalhados...

13 comentários:

Andressa disse...

http://www.youtube.com/watch?v=DyJdiE0l23c&ob=av2n

Panic on the streets of London, panic on the streets of Birmingham, I wonder to myself, could life ever be sane again ♪

Gritava procurando o grito.
Que se calou para sempre.

Julio Díaz-Escamilla disse...

Tiene tu poesía un aroma de ingenio y ternura. Es un enorme placer venir a leerte.
Un abrazo.

Carla Ceres disse...

Pobrezinha da dançarina equilibrista, Gisa! Bem que você poderia ter-lhe dado um final feliz. Beijos!

Rogério Pereira disse...

A assintencia
acompanhava tensa
o espectáculo
A sala apinhada
cheia
do balcão à plateia
seguia os passos que dava
muda de espanto
Não gritando quando ela gritava
suspirando quando ela suspirava

Quando se calou para sempre,
De dentro do absurdo silêncio
inrompeu sonora ovação
Olhos esbugalhados?
Sim, de admiração

O Marquês de Sade
(que também tinha assistido
saiu da sala, sorrindo)

iglesiasoviedo disse...

Un autentico placer el leerte, siempre es un gozo leer tus versos, compartir tus pensamientos, tus ideas, tu ternura. Gracias por lo que transmites.
Un beso.

Catia Bosso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Catia Bosso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Catia Bosso disse...

Dança a pobre bailarina
Vislumbra um cenário de purpurina
Ao frio cálice de suas piruetas
Vagueia uma fria sombra/morte cristalina...

Gisa, que belo poema, visualizei cada verso....

bjs meus

Cat
P.S. afff errei 3 vezes na mesma palavra....rs

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre adorei ler o teu poema, mas hoje venho buscar o teu selinho, porque estou a dar um jeitinho no meu blogue de selos...e é para o arrumar lá com carinho...tinha a casa muito desarrumada...Ando a limpar o pó, risos.

Beijinhos com carinho
Rosa

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bom e original seu texto, parabéns.Beijos

Sérgio Pontes disse...

Gostei bastante

OceanoAzul.Sonhos disse...

Sempre original Gisa, nos levas em tuas palavras, a cada recanto do texto.

um beijinho
oa.s

Rabiscando Poesias disse...

O importante é dançar , bailar pelo sentimentos ne Gisa ? beijocas minha flor