domingo, 13 de novembro de 2011

GRITO

Que falta me fazes!
Levei muito tempo para entender isso.
Mas agora verbalizo, grito:
Que falta me fazes!
Feita a confissão,
Posso voar novamente.
Quem sabe não encontro
Um outro eu capaz de
Reescrever essa frase?

19 comentários:

Zatonio disse...

Hummmmm...gostei!!! Beijo! Você tá bem?

Richard Moisan disse...

Faut-il vraiment se confesser?
Pas toujours.
Bon dimanche, Gisa!

Mª LUISA ARNAIZ disse...

"Lo breve, si bueno, dos veces bueno" se dice en español. Carpe diem.

Evandro L. Mezadri disse...

Muito bom, Gisa!
Um desabafo ornado de muita emoção!
Grande abraço e sucesso!

Fernando Antonio Pereira disse...

Olá ! Saudações Literárias.
Tudo bem?
“Por aqui passo de novo
Com a certeza de encontrar
Um espaço bem cuidado
Como em nenhum outro lugar.”

Gostei do que li.
♥ Abraços de Luz.
http://iluminandoavida.blogspot.com/

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, passando por aqui para deixar o meu abraço.
Tenhas um bom domingo.

Sonhadora disse...

Minha querida

por vezes está mesmo ao nosso lado e as palavras ficam por dizer.

Deixo o meu beijinho com carinho
Sonhadora

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, a gente sempre encontra e torna a escrever. Assim é que vivemos.
Muito legal seu texto. Várias interpretações. Depende do coração de cada um.
Bom domingo.
Beijo com carinho.
Manoel.

Dja disse...

Oie minha lindona

A gente sempre encontra querida, quando nos permitimos.

beijos e um final de domingo cheio de carinho.

Anne Lieri disse...

Gisa,que grito esse, que estava sufocado!Ficou maravilhosa sua poesia!bjs,

。♥ Smareis ♥。 disse...

Lindo esse versos Gisa!
Beijos e ótimo feriado!

Leonardo B. disse...

[necessário grito, recomposto, recompondo cá dentro,

onde as ausências se refazem, inteiras]

um imenso abraço, Gisa

Leonardo B.

Fê-blue bird disse...

Minha amiga:
Um desabafo, um grito, uma dor que compreendo tão bem.
Intenso e comovente.

beijinhos

Rogério Pereira disse...

Grito?
Trovão?
Foi grito.
Trovão não foi, não.
Luz?
Relâmpago? corisco?
Não, não foi isso,
Foi confissão
de claridade intensa...
Agora
vejo um pássaro voar
céu fora...
Voo rasante, rasgado
procurando-se
em qualquer outro lado
Arrasa a nuvem
com a envergadura de sua asa
e voa, voa, voa,
não à toa,
na minha direcção.

Sérgio Pontes disse...

Intenso, gostei

Misturação - Ana Karla disse...

Grita sim, aos quatro cantos do mundo.
Boa semana
Xeros

Hugo de Macedo disse...

Um desabafo sem dúvida emotivo.

Carla Ceres disse...

Perfeito, Gisa! Admitir toda a falta e seguir em frente. Beijos!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Palavras que gritam sentires, alívio quando se desabafa.

bjs amiga
oa.s