sábado, 31 de dezembro de 2011

FELIZ 2012!

Muito bem, retrospectiva 2011:
Janeiro: Delírio do improvável. Extrapolei. Verão forte e calores à solta, sem regras.
Fevereiro: Algumas decepções causadas por mim mesma. Sofri, mas achei que superei.
Março: Volta à responsabilidade e começo do mundo. Preocupações normais e mente leve.
Abril: Fantasmas, reis e castelos, novos horizontes, cheios de poesia e fogo.
Maio: Inverno chegando, chás e desfiles com companhia e plateia à altura, voei.
Junho: Trabalho, estudo e rotina rígida. Presentes de voz e alma entregues diretamente em mãos. Viagem e aniversário, feliz.
Julho: Embates de pura poesia, amigos, blog, conversas e trocas.
Agosto: Danças cheias de paixão, flores e mimos. Doçura incompreendida.
Setembro: Dúvidas e afastamentos. Tristezas por partidas abruptas e sem qualquer palavra de adeus.
Outubro: Um ano de vida nova, junto a pessoas que me fazem feliz. Aniversário do blog.
Novembro: Correrias e sorrisos. Encontros felizes e merecidos.
Dezembro: Amizades verdadeiras, distâncias próximas, encontros nas estrelas e música.
Assim tenho que em 2011, sorri, sofri, ardi, enlouqueci, melhorei, piorei, amei, chorei, dancei, brinquei, conclui, amadureci, estudei, defendi, apaixonei, morri para renascer...



Desejo para 2012, tudo novamente
Para mim e todos vocês,
Por que o que realmente importa
É ler, escrever e viver, sonhando sempre!
Um grande bj queridos amigos, direto no coração!
FELIZ 2012!!!!

GISA

17 comentários:

Zatonio Lahud disse...

Que 2012 que lhe seja farto de saúde, paz, alegria e amor. Beijos!!!

ANTONIO CAMPILLO disse...

Querida Gisa,

¡¡¡FELIZ Y PRÓSPERO AÑO 2012!!!

Espero para ti y tu familia que el año 2012 os depare paz, amor y felicidad y que, al menos, sea tan benigno como el que está acabándose.

Un abrazo infinito, querida Gisa.

Marcos Valerio disse...

Este ano já é ano bom, somos feitos para a felicidade e como tal devemos vivê-la!
Beijos!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Gostei de ler o teu ano. A vida é isso mesmo, uma miscelânea de sentimentos. Fico muito feliz por te ter entre os amigos que fizeram parte de mim este ano, mesmo que virtualmente, a palavra atravessa fronteiras.

Um excelente 2012 Gisa!
beijinhos
oa.s

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, como vivemos no mesmo planeta, acho que todos os seguidores deste blog passou por algo em comum no ano que expira, consequentemente passaremos outras tantas no próximo ano. À medida que escrevia este comentário fui lembrando do poema Mão dadas, de Carlos Drummond de Andrade, então tomo a liberdade de colar aqui a primeira parte do poema:



Carlos Drummond de Andrade

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros.
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considero a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos,
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Um grande abraço. Tenhas um lindo e maravilhoso ano de 2012.

Rogério Pereira disse...

Teu mensal
é-me quase igual
A diferença
estaria
no nosso dia-a-dia
E o balanço do ano?
Não muito diferente:
Morrer, para renascer
Cair, para levantar

Só o desejo é tão diferente
É que a felicidade é uma conquista
e não uma dádiva.

(À hora aprazada, beijarei a estrela que me espreita...)

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, com essa retrospectiva você deu um elegante e realista passeio por 2011. Fazendo um balanço das ocorrências chega-se a conclusão que você é uma pessoa "normal".
Claro que não analisei a parte dos escritos e sensibilidades. Como pessoa e exímia escritora, você passa a ser avaliada como uma pessoa "excepcional". Com certeza isso é dom de Deus.
Um feliz 2012 para você e todos os seus.
Beijo carinhoso.
Manoel.

Quino disse...

Hola Gisa,

Si alguien llama a tu puerta a las 12, seguramente es el baby 2012 para darte un abrazo de mi parte, pero antes un pequeño obsequio que con mucho gusto escogí. Feliz Año Nuevo, querida amiga!!!.


Beijos dende Galicia.

Richard Moisan disse...

Merci beaucoup pour tes bons voeux! J'ai lu la rétrospective de ton année, avec ses hauts et ses bas. Pour 2012, je te souhaite, d'abord une bonne santé, et puis du bonheur, beaucoup de bonheur! Que tu sois heureuse, Gisa!
Et enfin, un grand merci pour ton amitié et tout ce que tu as pu m'apporter...
Je t'embrasse très fort.
Joyeux réveillon!

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Excelente!!!

Feliz ano novo para ti minha querida e para todos aqueles que te são queridos.

beijinho e uma flor

Sérgio Pontes disse...

Feliz ano de 2012

Abraço

Sonhadora disse...

Minha querida

Que o ano de 2012 seja pleno de amor e felicidade...paz e prosperidade...repleto de realizações e sonhos concretizados...que a vida seja uma suave e doce melodia.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Eliane Accioly disse...

Gisa querida,

adoro ver você nos blogs, e cá estou! Envio-lhe uvas, colhidas das mãos de Jesus, e embrulhadas em pano de algodão, como no Tempo dEle.Que Ele e Nossa Senhora abençoem você e todos os que ama.

Bjs

Evandro L. Mezadri disse...

Mais um capítulo surge a partir de hoje, vamos continuar lutando por nossos ideais e combater as grandes manchas da humanidade: hipocrisia, desprezo e alienação.
Grande abraço, sucesso, feliz 2012!

CHIICO MIGUEL disse...

Gisa, teu sorriso estonteante me pediu que eu copiasse tua foto em meu computador, naturalmente para te ver mais em tamnho maior.
Sua retrospectiva pessoal de 2011 é um modelo para comunicações desse tipo, nota 10. Nota 10 também para nossa amizade. E que mais cimenda fique este ano. Mas eu quero mais, oferecer-te um poema.
DE REPENTE

Para Gisele

Se de repente, sem rima com o mundo
E comigo mesmo,
Enquanto o ritmo fosse ruído
No escuro, sem flash...
E da matéria nada a ser feita,
Ao menos com meia-palavra...

Palavra! Eu morreria num grito
Que mordesse o mundo
De quem me ouvisse por viés.

Mas se alguém, na avenida,
me sorrisse ternamente,
Sumiriam as rugas
E a solidão malvada

Um sorriso faz o mundo
Ficar sob os pés.
a)Francisco Miguel de Moura, com um beijo de confraternização e amizade.
1º de janeiro de 2012

CHIICO MIGUEL disse...

DE REPENTE

Para Gisele

Se de repente, sem rima com o mundo
E comigo mesmo,
Enquanto o ritmo fosse ruído
No escuro, sem flash...
E da matéria nada a ser feita,
Ao menos com meia-palavra...

Palavra! Eu morreria num grito
Que mordesse o mundo
De quem me ouvisse por viés.

Mas se alguém, na avenida,
me sorrisse ternamente,
Sumiriam as rugas
E a solidão malvada

Um sorriso faz o mundo
Ficar sobre os pés.


Francisco Miguel de Moura
1º de janeiro de 2012

José Sousa disse...

Poxa meu Deus! Gisa... vc tem talento! Adorei essa tua narração do ano 2011 e vc! Lindo e bem imaginado.

Um beijo direto no coração!
FELIZ 2012!!!!´

JOSÉ