quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

PURIFICAÇÃO

É na luz dos raios
Que me ilumino.
No som dos trovões
Ensaio minha dança.
No vento forte
Solto meus cabelos.
Na fria chuva
Limpo o corpo e o espírito.
Tudo com muito cuidado.
Vou enfeitiçar o sol
Quando ele quiser retornar.

12 comentários:

Natália Campos disse...

Que beleza de ar. Posso respirar levemente; teus mansos versos me refrescou. Lindo, querida Gisa!

Beijos.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, sensual e natural. Gostei muito.
Beijo carinhoso.
Manoel.

Dilmar Gomes disse...

Gisa, poetisa talentosa, este poema é simplesmente lindo! Tem tua marca.
Um abração. Tenhas uma linda noite.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga

Até o sol tu enfeitiças...

Abç para o Ed e qjs para as três, um mais malandreco par tu

PS - Na Travessa há seio da senhora, e ceia do Senhor

Flor de Jasmim disse...

Que o sol possa retornar todos os dias enfeitado com a tua beleza.
Adorei

Beijinho e uma flor

Fê-blue bird disse...

Minha amiga, li e purifiquei-me!
LINDO POEMA!

beijinhos

Y Otros Paisajes.. disse...

Precioso!

ANTONIO CAMPILLO disse...

Cierto, Gisa. No existe mayor purificación que la proporcionada por la Naturaleza.
Cuando ya se es puro, el sol termina su labor vivificante.
Excelentes versos para una excelente lección.

Un fuerte abrazo, Gisa.

Rogério Pereira disse...

CONSPURCAÇÃO

Me lavei
três vezes e não sai
Me expus ao ar
e ao sol e não sai
Tentei a lua enfeitiçar
e falhei
(a lua até me sorrio
de desdém)

Queria retornar
mas não sei
que jeito me dar

Stella Tavares disse...

Puxa, Gisa, que belíssima purificação. Dessas de lavar a alma e enfeitiçar os olhos de quem lê! Parabéns por captar o momento exato da palavra!
Bjs

www.manualdoinseguro.blogspot.com/Little fashion books

Livro, o melhor presente. Livro personalizado, exclusivo.

CHIICO MIGUEL disse...

PURIFICAÇÃO


PURIFICO-me no teu rubro sorriso
florindo o meu sentimento de medo
que escondo nas letras e na música,
dentro de meus lábios.
Purifico-me no teu olhar seguro
em ternura e compulsão,
purifico-me ouvindo
as batidas fortes do teu,
do meu coração.
chico miguel

maria l. disse...

Me gusta
Se puede sentir en la piel