sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

GOURMET

É na penumbra que sinto todos teus contornos.
Deslizo minha língua explorando ao máximo tua geografia.
Planícies, montanhas, florestas, rochedos, penínsulas.
Detenho-me em cada ponto pelo tempo que cada um solicita.
Aproveito ao máximo os sabores variados que me ofereces.
Doces, amargos, ácidos, salgados.
Misturo todos em minha boca e engulo de uma só vez.
Pronto. 
Totalmente saciada deito-me para repousar.
Podes ir agora, 
Sempre que eu quiser estarás de volta.
Por que tenho tanta certeza?
Ora,
Nunca errei um feitiço.

12 comentários:

Richard Moisan disse...

Voilà qui est très sensuel, Gisa... J'aime beaucoup ce parallèle entre la nature et la réalité. Ah, l'amour!...
Super!

Flor de Jasmim disse...

Sobervo!!! Que feitiço forte esse.
Beijinho Gisa bom fim de semana

Andradarte disse...

Era um feitiço desses que eu precisava...
Beijo

Mª LUISA ARNAIZ disse...

Es asombroso el dominio de la mujer en esa "geografía". Buen fin de semana.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, minha querida amiga. Quem sabe, sabe!
Segurança total!
Beijo carinhoso.
Manoel.

Fê-blue bird disse...

Minha amiga:
Cada poema seu é melhor que o anterior, um êxtase total!!!
ps: tem que me dizer o segredo deste feitiço ;)

beijinhos

Rogério Pereira disse...

Sentiu húmida a face
a testa
os lábios
os olhos
bem como o corpo todo
Voltou a tatear
a morna humidade
que lhe tinha posto
no rosto
Lambeu os dedos
para degustar
o seu beijar
e desvendar
todos os bruxedos

E foi extasiado
que se sentiu
enfeitiçado

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga

Hoje, não comento. Só gosto.

Abç ao Eduardão, bjs da Raquel e qjs femininos um muito especial para tu

• Ӗwerton Ľenildo. disse...

Nossa, que texto perfeito, e que fala tudo que a pessoa sente! * O * Adorei. Seguindo aqui, com prazer. Abraços.

http://papeldeumlivro.blogspot.com/

ANTONIO CAMPILLO disse...

Gisa, pareciese que tenemos similares días de "exploración".
Ser exploradora de un cuerpo amado atravesando llanuras, montañas y bosques, es un agradable caminar hacia el mundo de los sentidos.
Ser explorador del amor físico es una meta difícil de conseguir pero agradable de realizar.
Un excelente poema.

Un fuerte abrazo, Gisa.

Sandra Portugal disse...

Oi Gisa
saudades de vir aqui!!!
apareça
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Rodrigo disse...

OMG! Esse aí foi o mais...o mais, o mais..deixa pra lá!