quinta-feira, 19 de maio de 2011

HISTORIETA

Chegou devagar e do nada se apresentou
Brincou, sorriu dando a entender muitas coisas,
Possíveis e impossíveis.
Nenhuma nunca se confirmou.
Naquele dia
Seguia ao meu lado,
Olhando-me de soslaio enquanto
Ia perdendo a cor.
Foi ficando translúcido
Até ser totalmente envolto
Pela cor gris
Da bruma do esquecimento.
Nunca consegui entender bem o que aconteceu,
Para onde foi, que fim levou
Só tenho uma única certeza.
Foi assim... 
Posso garantir.

13 comentários:

megi disse...

poema muito bonito.
obrigado,Gisa

Rogério Pereira disse...

Quem do nada se apresenta
E no cinzento se esfuma
Gente
não é certamente
Seria, ele, a própria bruma

Mas se não foi no cinzento
e sim no branco que se esfumou
Fui eu.
Fui mesmo eu que por ti passou

(fiz-te uma partida, que deve ser lida...)

Monja de Clausura Orden de Predicadores disse...

Buenas noches Gisela.
Bello poema, nada parece ser lo que aparenta.
«Estoy a tu lado» la invita a conocer su espacio
Gracias
Sor.Cecilia

Quino disse...

Hola Gisa,

Como dice Sor Cecilia, nada aparenta ser lo que aparenta. Pero al final, siempre hay esa garantía de la certeza es la que prima.

Beijos dende Galicia.

Andradarte disse...

Mistéérriiiooooo....

Belo poema.
Beijo

Arnoldo Pimentel disse...

Pessoas e ventos ou coisas ou lembranças , apenas passam.Beijos

Rart og Grotesk disse...

nossa que estranho, até parece coisa de filme!!rsrs fiquei imaginando a cena.

bjs!

http://artegrotesca.blogspot.com

Richard disse...

Certaines choses disparaissent comme dans un brouillard, mais il arrive parfois le contraire.
Il faut toujours espérer.

Carla Ceres disse...

Era o fantasma do chá de sumiço, que tomou a si mesmo e virou fumaça. :) Beijos!

MARILENE disse...

Tudo que existe no oculto também pode ter vida. Nossa imaginação é fértil. Pode até gerar resultados positivos, como suas palavras bem colocadas.

Bjs.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, adorei esse "passeio" de criatividade na sua postagem. Sua imaginação é fabulosa. Muito bom ler você.
Beijos no seu coração.
Manoel.

Letícia Nunes disse...

Viver e desaparecer fazem parte de um mesmo ciclo!!
Grande beijo

OceanoAzul.Sonhos disse...

E com tua certeza nós ficamos também mas porém esse alguém em mistério ficou.
abraço c/ carinho
oa.s