quinta-feira, 9 de junho de 2011

TRATO

Quero teus olhos fixos em mim.
Confia.
Vou aprisioná-los no meu corpo.
Se te arrependeres depois,
Prometo que os devolvo.
Não posso garantir, no entanto,
Que eles quererão ir,
Sem luta...

10 comentários:

Richard disse...

Que de problèmes, que de problèmes...
Regardons la vie du bon côté.
Imaginons, si tous, nous la regardions avec philosophie, le grand bonheur dans lequel nous pourrions vivre...

AC disse...

Estou a olhar, Gisa...

Beijo :)

Andradarte disse...

Acredito....Mas preciso deles para mais olhares..
Beijo

C. disse...

Eu também garanto!

beijo!

Olga disse...

Eu queria poder tomar alguma poesia assim ... simplesmente de tirar o fôlego.

Rogério Pereira disse...

Não me aparto dos olhos meus
Nem dos teus
E fica desde já a saber
Não penses ter meu olhar
separado do meu querer

Diogo Didier disse...

Minha linda, perdoe a minha demora em vir até aqui, mas estava em período de prova da faculdade e só vi há poucos dias a sua presença no meu cantinho!

Fiquei muito feliz em tê-la lá e por isso vim retribuir a visita...confesso q fiquei encantado com o blog e voltarei mais vezes...

Farei um TRATO parecido com o que vc narrou tão lindamente ai em cima rsrsrsrsrsr...bjoxxxxxxxxxxx no coração!

Leo disse...

garanto que eles não quererão ir depois!

Coisa linda, isso!!
Beijooo.

Carla Ceres disse...

Você avisou com tanto charme que agora é tarde. Ficaram presos e encantados. Beijos!

Misturação - Ana Karla disse...

Uau!
Trato é trato.
Xeros