quarta-feira, 27 de julho de 2011

FESTA

Ao som colorido da flauta doce
Esforçou-se em levitar.
Escalou cada acorde como único
Girou de ponta cabeça
Até tontear sua alma
Em meio ao riso das danças absurdas
Fez-se arlequim, colombina e pierrot
Seu vestido de estrelas e nuvens
Dissolveu-se no fogo da lamparina
E assim, nua seguiu na festa
Até o sol vir espiar.

21 comentários:

Lufe disse...

Simplesmente lindo!

bjoca

Sam. disse...

sua folia me veio a calhar...
coração sorrio feito tamborim em fevereiro..

Um beijo, querida Gisa!

Julie disse...

Bello, bello, Gisa, además de reflexivo. Estoy escuchando el son de la flauta dulce... Es algo con lo que me quedo, de la fiesta...

Richard disse...

Dans une telle rêverie, on se laisse transporter.
C'est la fête, et elle est magique.
Bonne fin de journée, Gisa!

CYWMARA WADISQUY disse...

ownn LINDO...vc descreveu o carnaval no interior...MUITO DIVERTIDOO

xeroo linda

http://cywmara.blogspot.com

Dilmar Gomes disse...

Lindo poema, amiga Gisa.
Um grande abraço.

หคтнყ disse...

Concordo com o comentário acima:
rs
Viva a festa o/

Lindo aqui,Estou ti seguindo

Beju ^^

Carla Ceres disse...

Essa festa pegou fogo! Beijos!

Paulo Francisco disse...

E este desejo interno, de alma...
lindo poema
Um beijo grande

wcastanheira disse...

E assim, nua, seguiu na festa, até o sol vir espiar...Lindo, profundo, uma belezura, pra vc bjos, bjos e bjossssssssss

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Belo por e simplesmente.
Beijinho

Rogério Pereira disse...

Bateu com o convite
na mão direita
enquanto se decidia:
"Vou, não vou..."
...e foi
À porta, o porteiro,
profissional, barrou-lhe o caminho
"Sem máscara, não pode entrar"
Foi embora e regressou, vestido de luar

Foi mascarado de Lua
que a ficou vendo, nua
para mais nada ter olhos, se não para a ver
E assim ficou, basbaque, até o sol nascer

Andradarte disse...

Uma camuflagem plena...uma festa completa....
Resumindo....Belo poema amiga...
Beijo

AC Rangel disse...

Esta é a essência de uma festa chamada vida: sons coloridos, um único e suficiente acorde, uma alma já tonta de tanto dançar e o sol a contemplar a nudez mais linda...

beijos

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo e poético, beijos.

Evanir disse...

Muitas vezes não temos muito a oferecer,
ou repartir,mas enquanto existir palavras
que tragam de volta a esperança perdida nas longas
dificuldades da vida,
elas valerão mais do que do qualquer dinheiro ou bem material,
porque renovam a vontade de lutar
até encontrar soluções para nossos problemas.
Algumas palavras, nos momentos certos trazem de volta,
a vontade de viver e tem o poder de transformar
quem está quase desistindo.
Um beijo no coração para sempre sua amiga,Evanir.

Luna Sanchez disse...

Toda faceira!

:p

Sonhadora disse...

Minha querida

Simplesmente belo este poema...um hino à poesia, adorei e deixo o meu beijinho com carinho.

Sonhadora

CHIICO MIGUEL disse...

Ai que lindo este poeminha. Nossa! Você respira poesia em todos os minutos. Tem vezes que a gente pensa:a vida do poeta (e poetisa) é um céu.Graças a Deus.
Abraços
chicomigueldemoura

Álvaro Lins disse...

Que se pode dizer:)! Lindo.
bJO

Lena disse...

Gisa
Estarei "fora do ar" até dia 1º de agosto, quando virei com novidades na coluna da direita, uma vez que é virada de mês. Me aguarde! Eventualmente, se for possível, postarei alguma texto interessante, mas as idas aos blogs de meus queridos amigos, só terei condições para fazê-las na segunda-feira. Beijos e até a volta!!!
http://amadeirado.blogspot.com
http://alemdasnuvens2011.blogspot.com