quinta-feira, 14 de julho de 2011

GARGALHADA

De uma gargalhada surgiu no meio da sala sisuda.
E com outra, saiu pela janela aberta,
Sem se preocupar com o rumo.
Até o presente momento,
Os convivas, do circunspecto ambiente,
Se perguntam o que realmente teria ocorrido...
Esforçam-se para manter o irretocável ar de enfado,
Que às pessoas sérias é imposto.
Sigilosamente, no entanto, lutam para não apagar
Aquela prazerosa sensação
De frio na barriga misturada com água na boca
Que aquele estridente som lhes causou...

11 comentários:

Rogério Pereira disse...

Acabado de receber
as asas
antes cedidas, emprestadas
voou
o oceano cruzou
e foi poisar
na janela
lá dentro estava ela
Na sala, apalermada
toda a gente ia falando
sem dizer nada
Sorrisos de montra
Palavras arrastadas
sem graça, sem gracejo
Palavras de bocejo
De repente
ela
emergente
daquela gente
solta uma gargalhada
desafiante e bela
Pedra no charco lançada?
Não!
Foi sim uma bofetada sem mão
Depois? Depois saiu pela janela
e ele?
Ele seguiu atrás dela...

Vinicius.C disse...

Olá Gisa!!

Um dia, fui conhecer a familia da minha namorada, fui recebido ao som de belas gargalhadas, melhor bem vindo não poderia receber.. rs

Muito bom seu texto adorei!

Beijo enorme e ótimo fds!

Nos encontramos no Alma!

Carla Ceres disse...

Sempre achei que a seriedade de certos ambientes era uma oração pela volta da alegria. Beijos!

Evanir disse...

Carinhosamente venho desejar
um feliz final de semana.
beijos no coração,Evanir.

Olga disse...

"Aquela sensação prazerosa
De Frio nd barriga misturada com Agua na Boca "
Eu sempre me pergunto como presisely você encontra as palavras por alguns momentos especiais ou sentimentos.

Maggie May disse...

tem horas que sinto isso em sao paulo, as pessoas se assustam com o riso...

Maria Alice Cerqueira disse...

Ola
Estou na final da ostra poesia, me desculpe por vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu cantinho.
Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
No final da pagina das poesias esta escrito
VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
Desde já lhe agradeço de coração.
Tudo do melhor para você.
Abraço amigo
Maria Alice

Álvaro Lins disse...

Gostei da gargalhada e da sisudez dos convivas!
Bjo

Quino disse...

Hola Gisa,

Con las ventanas abiertas siempre llegarán esos anhelos dorados cuando uno menos lo espera. Buena post.

Beijos e que teñas un bon fin de semán.

iglesiasoviedo disse...

Sonrisas de circunstancias, ceños de seriedad, apariencias de que no pasa nada, todo esta controlado, todos mienten, aparentan.
Se nota en el ambiente que nada es sincero, nada es natural, todo es fingido. Pobres vidas, vale la pena vivirla?
Un beso

Rascunho em Palavras disse...

Eu gosto de gargalhadas,faço isso em muitos momentos até sozinha,sorrir e gargalhar e o melhor remédio =D

Beijos e bom domingo querida!