quarta-feira, 21 de setembro de 2011

ENCONTRO

Multidão.
Milhões de rostos.
Apenas um eu buscava.
Tinha a descrição de cor:
Olhos negros amendoados,
Boca larga,
Nariz proporcional,
Cabelos pretos e fartos,
Pele clara.
O brilho do conjunto era essencial.
Encontrei-o como em um susto bom.
Fui encontrada por ele no mesmo instante.
Estreitar a distância no corpo a corpo da árdua trilha,
Tendo apenas a onda de calor como guia
Passou a ser a preocupação principal.
Enfrentamos e debelamos todos os obstáculos,
Que no nosso caminho se impuseram.
Sorrimos ao constatarmos que estávamos frente a frente.
Estabelecemos, de imediato, a conexão esperada.
Nada mais importava,
Afinal, ninguém poderia nos ver,
O facho de luz que acoberta aqueles que se desejam
Protegia-nos com cuidado..
Cargas elétricas riscaram o ar.
Em meio ao povo em festa,
Fomos um do outro,
Com a sofreguidão daqueles 
Que aguardaram um longo prazo de espera.
Seguia  barulho e a impessoalidade da massa grassava,
Enquanto, aconchegados em um só abraço,
Esperávamos, satisfeitos e extenuados,
O novo dia nascer.

16 comentários:

M. disse...

Belo o encontro e bem escrito...

Quando é assim...Fico feliz por ti:)

Carla Ceres disse...

Uai, Gisa! Essa de "facho de luz que acoberta aqueles que se desejam" é novidade pra mim! Em geral, os que se desejam brilham, ofuscando os invejosos. :) Beijos!

Rogério Pereira disse...

Percorria a multidão
com duas fotos na mão
a minha e a dela
A minha que tentara lhe mandar
fora-me devolvida
por a morada não ser conhecida
Pudera, fui trapalhão
e enganara-me na direcção
Restava a esperança de eu a encontar
e encontrá-la-ia se continuasse a procurar
Continuei, com afinco
olhei todos os rostos
olhei e conferi
Até que passei por um par
que apaixonadamente se estavam a beijar
em eleios e prazer dificil de descrever
e como se ninguém os rodeasse
Parecia-me ela
Era
Alguém se tinha feito passar por mim

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, que sentimento mais lindo. Muito bem escrito e descrito. Só pode ser real.
Beijos no seu coração.
Manoel.

iglesiasoviedo disse...

Hermoso poema, lleno de sentimiento donde se mezcla los sueños, los deseo, lo imaginado y lo real. Leerte y compartir tus versos cuando dices
"Fuimos uno de los otros,
Con el afán de los que esperar un largo período de espera."
Realmente tu hermoso poema cala muy hondo.
Un fuerte beso.

Julie disse...

Muy profundo y bello poema del encuentro... Como siempre didáctico y bello. Besos.

Rart og Grotesk disse...

Belíssimo, como todos os seus poemas!!!

bom resto de semana!bjs

http://artegrotesca.blogspot.com

Dilmar Gomes disse...

Belo encontro, amiga Gisa. A emotividade e criatividade deslisam através da tua escrita.
Um grande abraço. Tenhas uma noite (lindos encontros).

wcastanheira disse...

Esperar um novo dia nascer...Eis a grande chance de cada um de nós, eis uma bondade DIVINA oferecer sempre a cada um a chance de renascer com um belo diam, pra vc bjos, bjos e bjossss

Miriam de Sales Oliveira disse...

O nascer do dia,um encontro não programado,um texto genial,isso tudo é vc,Gisa. bjks

Rascunho em Palavras disse...

Já vivi um momento bom como esse..eita saudade.

Beijo.beijo

Dois Rios disse...

Que lindo, Gisa! Um encontro claro e ardente como o SOL de uma canção de amor e desejo. Você sim, tem um ampla capacidade de conjungar idéias e sentimentos com uma delicadeza e uma sensibilidade digna dos poetas..

Beijo grande, minha querida!
I.

Paulo Sotter disse...

Nesse abraço não importava mais nada, nem a multidão, nem mesmo o mundo. Já haviam descoberto o seu mundo particular. Lindo o texto Gisa. Um abraço!

andrebdois disse...

maravilhosooo.. sem palavrass!!! :D

OceanoAzul.Sonhos disse...

Entre sonhos e realidades, escrevem-se sentimentos e desejos.

Bonito demais!
um beijinho amiga
oa.s

Amapola disse...

Bom dia, querida amiga Gisa.

Lindo, lindo!
Muito sensual...

Beijos.