terça-feira, 27 de setembro de 2011

ENGODO


Sentei no canto do mundo
E me escondi sob o véu da paisagem.
Mal respirava com medo
De que os olhos voltassem
Com seu dedo em riste
A me acusar.
Tinha certeza
Que, se permanecesse em silêncio,
Nunca perceberiam a minha presença,
Suspenderiam a busca
E escoariam para dentro dos bueiros
Aos quais pertenciam
Orgulhosos e certos
De terem vencido facilmente 
Mais aquela batalha 
Contra os que insistem em serem felizes.
Coitados!

21 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Bonito poema, amiga Gisa. Realmente, quem não quiser ser perturbado pelos verdugos dos sonhos, terá de se proteger em um canto propício do mundo. Que tal ficar sob a proteção do arco-íris?
Um grande abraço. Tenhas uma tarde dourada.

Carla Ceres disse...

Eu já tentei me esconder assim, Gisa. Funcionava até que um riso incontido me traísse. Beijos!

Eduardo Lara Resende disse...

Insistir em ser feliz é, de fato, um desafio cada vez maior. Perseverar nele é a ante-sala da vitória. Abraço.

Cacá - José Cláudio disse...

Pode até ser às escondidas mas sem medo de ser feliz. Que lindo, Gisa! Abraços. Paz e bem.

Julie disse...

Ser feliz es lo más importante Gisa... Bello poema, amiga. Un beso.

Fê-blue bird disse...

Há sempre quem queira derrubar a felicidade, por temos que nos esconder bem :)
Lindo, adoro os seus poemas.

beijinhos

Flor de Jasmim disse...

Gisa
O meu "folha seca" e eu costumamos dizer que a felicidade não existe plena, mas momentos felizes, quanto mais corremos atraz dela mais ela foge, tal como uma borboleta, quando menos esperamos ela poisará em nosso ombro. Adorei amiga.
Beijinho

OceanoAzul.Sonhos disse...

Não deixemos que a batalha seja vencida por quem não percebe a importancia de ser feliz. Perseveremos.

Parabéns Gisa pela tua capacidade de escrever sentimentos.
um beijinho
oa.s

Ana Tapadas disse...

Muito interessante o seu blogue: criativo e dinâmico.
Beijo

Rogério Pereira disse...

Ao passar, pelo canto do Mundo,
o último lugar a vigiar,
deu-se conta de algo errado
Alguém estaria, nesse lado
tentando passar despercebida
tapando-se com a manta, esburacada
da própria vida
Procurou sem sucesso
o seu olhar
Uma força interior o impeliu
para suspender a busca
e proteger a clandestina.
De regresso
ia perdendo o orgulhoso e a certeza
de poder vencer
a batalha
contra os que insistem em serem felizes.

Se a tivesse nos seus olhos olhado
passar-se-ia para o seu lado

Andradarte disse...

Bonito poema.....Vale a pena lutar para ser feliz..
Beijo

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, coitados! Mas a insistência deve continuar! Adorei.
Beijocas no coração.
Manoel.

CHIICO MIGUEL disse...

Para Gisa:

A FLOR E O PERFUME

Francisco Miguel de Moura*

a flor se guarda para o fruto
o fruto se guarda para a boca
a boca... perde-se no beijo

o beijo é monte que se move
em calor tórrido
seja manhã ou fim de tarde
nos janeiros:
- indo e vindo em cócegas
brinca com os vírus alados
e cochicha com os deuses

a flor se guarda no perfume
o perfume, pelo frasco
(sem fiasco)
em si se resume:
- volátil, volúvel, venal...

e amanhã se apagará no ar sensual

tudo, então, se tornará em fumo

a alma das coisas tem cor de fumaça.

________
*Francisco Miguel de Moura, escritor brasileiro, mora em Teresina, Piauí, onde se aposentou pelo Banco do Brasil. Tem semanalmente publicado um artigo no jornal “O DIA”, o mais antigo da capital.

BlueShell disse...

Tantas vezes sinto essa vontade de me esconder...porque cansei de que me apontassem o dedo em riste...
Muito bom.
Bj

Rart og Grotesk disse...

já me senti assim, com vontade d passar despercebido.Belo poema!!

Obrigado pela visita!

http://artegrotesca.blogspot.com

Rô... disse...

oi Gisa,

depois de muitos problemas com meu blog,
estou voltando,
cheia de saudades,

o que importa é ser feliz,
mesmo que escondidinha...

beijinhos

Sérgio Pontes disse...

Adoro-te, és sempre tão intensa nos teus posts

Beijinhos

wcastanheira disse...

Profundo, um texto gostoso de ler, sentir e tentar interpretar, por isso é tão bom andar por aqui, pra vc bjos, bjos ebjossssss

Marinha disse...

A felicidade não será vencida enquanto existirem pessoas que respiram e inspiram paz, querida amiga.
Belíssimo texto, Gisa!
Bjooo

Ah, não sei o que ocorre com o blogspot, mas meu blog não tem vírus algum, viu?

Eva Gonçalves disse...

Adorei este poema. Li com um sorriso nos lábios do princípio ao fim... Muito bom mesmo!Beijo

Hugo Nofx disse...

...a felicidade não existe...
Bom fim de semana!
beijinhos.