domingo, 19 de agosto de 2012

CASAL

Debrucei-me sobre o mapa
Para determinar com exatidão
A longitude ideal
Das nossas linhas do horizonte,
Sendo para mim, a leste
E para ti, a oeste.
Encontrei o caminho perfeito
Anotei os graus e te enviei
Através do vento,
Que, gentilmente,
Ofereceu-se como portador.
Anotei também o dia e a hora
Para a façanha.
Aguardei o momento com ansiedade.
Na data determinada
Escolhi o vestido de nuvens rosa,
Colhido no pôr do sol.
Decidi pelo perfume de sonhos
E fui-me esperançosa.
Pisei firme no fio do horizonte acordado.
Andava sorrindo, leve e feliz.
Quase cai quando te avistei vindo.
Meus passos ficaram mais rápidos
E meu coração mais brando.
O brilho dos olhos nos atraíam com segurança
E em pouco tempo estávamos em um longo abraço,
Unidos e confiantes.
De mãos dadas seguimos o percurso
Sob a aprovação do céu, do sol e da lua
Que sorriam e abençoavam o surgimento
Do novo casal.

9 comentários:

heretico disse...

perfeita bissetriz...

beijo

L.O.L. disse...

Adoro as tuas metáforas. :)))
Beijos, minha amiga.

Flor de Jasmim disse...

Que continuem de mãos dadas e com esse brilho nos olhos.
Boa semana minha querida amiga

beijinho e uma flor

ANTONIO CAMPILLO disse...

Creo que enviar a través del viento, en un pensado y escogido vestido de nubes coloreadas de rosa por un sol que se hunde tras la tierra para que el viento sople de oeste a este, es el camino acertado.
Debe ser una unión suprema el encontrarse después de localizarse, uno en dirección contraria al otro.
Si la respuesta es la llegada del ser esperado, me creo que las piernas tiemblen y que el abrazo sea indestructible.
Con la aprobación de los astros se debe cumplir un deseo tan emocionante.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Rogério Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogério Pereira disse...

Li e gostei
se é verdade
se tem sinceridade
não sei

Resolvi então
Obter declaração

Senhor céu
Lembra-se do que aconteceu?
De ter abençoado um casal?
E o céu me respondeu:
Um casal? Não fiz tal!

Senhor sol,
Que brilho intenso tem...
Lembra-se de ter abençoado alguém?
Por sinal... um confiante casal?
E o sol me respondeu:
Um casal? Não fiz tal!

Senhora lua
Não há memória como a sua
Lembra-se de ter abençoado
um unido casal?
E a lua me respondeu:
Um casal? Não fiz tal!

Bem me parecia
que tudo o que escreveste
não passava
de mera (mas bela) poesia...

Mery disse...

E que Deus abençoe "unidos e confiantes num longo abraço"; beijinho

Richard Moisan disse...

Merveilleux, ce poème. Bravo Gisa!
Bisous.

ricardo alves disse...

belo enredo e fantástico desfecho!