quarta-feira, 22 de agosto de 2012

NORMALIDADE

De essência volátil,
Fugia da concretude do corpo
Para o mundo paralelo.
Surgia onde e para quem desejasse.
Desaparecia ao sabor das mudanças abruptas
Das ideias fúteis.
Levava encantamento e beleza
Para telas sem vida.
Ofertava magia aos olhos incrédulos.
Divertia-se com o negativo e positivo
Das imagens opostas
Confundindo quem a tentava perseguir.
Perdia-se nas cores do calidoscópio do tempo,
Para voltar renovada em brilho furta-cor.
Ao fim do devaneio,
Regressava ao reduto abandonado.
Vestia a pele opaca e sem graça
E submetia-se a mais um dia
Da ritualística da vida insossa
Dos que se diziam
Normais.

13 comentários:

Rogério Pereira disse...

Trago-lhe um pouco
de tempero
de Modena
e também sal
Que tal?

Dá para animar
essa insossa
normalidade?

ANTONIO CAMPILLO disse...

Así es Gisa, los mundos paralelos se encuentran ¿en nosotros?, ¿a nuestro alrededor?
El negativo, alma de la imagen en positivo, no prevalece sobre ella a pesar de ser su creador, conviven siendo opuestos. Cuando se enfrentan deberían destruirse porque su existencia conjunta es imposible.
No es así, quienes aman su origen y su realidad son felices.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Julie disse...

La normalidad es la misma realidad de la existencia... Tú la embelleces con tus palabras. Precioso.

Flor de Jasmim disse...

Com as tuas palavras aqui tudo deixa de ser insossa e fica de uma beleza que me encanta.

Beijinho e uma flor

Cris Campos disse...

Putz amiga! Quem mandou você me descrever? Teus versos vieram a galope sobre minha existência.. Amei! Gr. Bj.
Obrigada por seu doce comentário.. muito me honra vindo de uma pessoa tão bacana e criativa como vc!

Nos Amando... disse...

ser normal
as vezes é muito chato
linda noite bjs

CHIICO MIGUEL disse...

Normal é dia que sucede à noite,
olho pro céu, cadê estrela.
Acordo é de manhã e brinco com
o ventinho menos que quente que corre atraás de mim.
Gostariade correr atrás de alguém,
mas uma corrente me segura.
Será que estou sonhando?
Será que eu sou normal?
Tenho prosopagnosia,já ouviu falar?
É só fechar os olhos, teu rosto foge.
Tudo me foge.
Antes que tudo fuja
uso a palavra beijo
pra você,que é você/amiga.
Boa noite, querida - sonhe.
Franciso Miguel de Moura

รяª Nathalia disse...

Não sou normal, e tenho medo dessa normalidade!

Ariel disse...

Olá Gisa,
bom dia,
um texto belo e profundo.

Desejo-lhe uma quinta-feira linda
beijos

(Agora eu voltar para o meu mundo de anormalidade ...)

Patricia Galis disse...

Otimo amiga e quem pode dizer o que é normal né não?? Sabe to cansada de tantas regras e as vezes não poder agir com liberdade.

Por que você faz poema? disse...

Tudo normal,
e tão diferente.

Thiago RioSul disse...

Então amiga venho aqui agradecer a sua visita tão querida ao meu site e parabenizá-la pelo seu lindo trabalho em seu blog e também aproveitando para que fique atenta ao meu site semana que vem, pois farei uma pequena surpresa

Abraços,
RioSul

Thiago RioSul disse...

Então amiga venho aqui agradecer a sua visita tão querida ao meu site e parabenizá-la pelo seu lindo trabalho em seu blog e também aproveitando para que fique atenta ao meu site semana que vem, pois farei uma pequena surpresa

Abraços,
RioSul