quarta-feira, 3 de julho de 2013

IGUAL

Mais uma vez:
Engano.
As mesmas dúvidas de sempre:
Onde foi que eu errei agora?!
Desenlace conhecido:
Afastamento.
Sentimento usual:
Frustação.
Gosto:
Amargo
Moral da história:
Mais uma lição.
Pergunta que não cala:
Um dia irei aprender?

9 comentários:

Marco Rocca disse...

Desencontros acontecem... Belos versos amiga!

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, a vida é um aprendizado constante, e como o processo evolutivo ocorre de forma muito lenta, uma existência é pouco tempo assimilarmos tudo o que necessitamos.
Um abraço. Tenhas um belo dia.

Mafalda Sofia Antunes disse...

No fundo,bem lá no fundo,acabamos todos por ser pessoas humanas muito iguais e semelhantes entre si. Que tenhas um belo dia doce amiga,mil beijinhos!!

Ricardo/águia_livre disse...

Só se aprende com os desencontros dos nossos desejos e anseios

Tenha(m) um feliz dia
************************
Gostava que me visitassem

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Gisa,é um prazer conhecer seu blog.

bjs
Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

Cidália Ferreira disse...

Só se aprende errando, e caindo!
Gostei

visite;http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Manuel disse...

Não são erros, são os caminhos da vida.
Um dia aparece o caminho certo!

Graça Sampaio disse...

Nunca se aprende. Apenas se ganha experiência. E mesmo assim...

ANTONIO CAMPILLO disse...

¿Error por iniciativa propia o simplemente valorado? Si se ocasionado por desconocimiento se debe apoyar, no reprender. Si es de valoración se debe evitar la frustración y convertirla en apoyo para el futuro. En ambos casos jamás se debe frustrar la iniciativa que se posee. La moraleja puede incluir el aprendizaje pero no una lección represiva.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.