segunda-feira, 12 de agosto de 2013

ARTE

Da queda surge o passo
Que, no ritmo, se transmuta em dança.
Todos aplaudem a ilusão concreta
E seguem seus caminhos.
Afinal, não há dor a se consolar
Na beleza da arte,
Dissimuladora de emoções.

6 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, este poema fez eu meditar sobre a relação arte - artista. Muitas vezes vemos a obra, mas esquecemos, que por trás dela existe o artista.
Um abração. Tenhas uma linda semana.

Ricardo- águialivre disse...

Boa tarde

Super Poético

Fique feliz

Deixo um abraço
*******************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Mafalda Sofia Antunes disse...

Eu sempre adorei artes,mas a minha preferida mesmo é a que eu faço,a arte do ponto de cruz. É bem lindo!! Amiga ainda não recebeste o presente??? Aguardo o teu email de confirmação. http://pontodecruzdamafalda.blogspot.pt email mafaldinha226@gmail.com

Flor de Jasmim disse...

Em toda a arte existe emoções!
Lindo, amei minha querida amiga.

beijinho e uma flor

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

A arte seja ela qual fôr é feita de emoções, como a própria vida.
Sempre poemas muito profundos.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

ANTONIO CAMPILLO disse...

No, no es fácil ocultar las emociones. Y más, si el ocultamiento conlleva una mirada perdida, una furtiva lágrima, un pensar en "... y si..." Es duro sentir y no expresarlo.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.