quinta-feira, 29 de agosto de 2013

ENTRADA

Levanto a fina película
Que recobre o quadro.
Adentro na cena 
Entre um piscar e outro.
Integro-me ao contexto,
Colorindo-me com os tons
Desmaiados há muito.
Assumo uma posição intermediária,
Nem tanto no foco,
Nem tanto na sombra.
Com o olhar fixo,
Convenço todos
Do meu novo papel.
Relaxo e sorrio enigmática.
Agora que entrei na história
Esbanjarei estilo...

7 comentários:

Luís Fellipe Alves disse...

Que belos versos. Consegui ilustrar em minha mente. É importante incorporar-se, fazer parte, integrar.

Excelente!

Abraço.

Cidália Ferreira disse...

Boa noite

Maravilhoso de ler.
beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Flor de Jasmim disse...

Um estilo belissimo a que já nos habituaste, que bom ler-te querida Gisa.

beijinho e uma flor

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga

Boas! Hoje, venho apenas para dizer que a nossa Travessa acaba de publicar um textículo de minha autoria: Perguntas ao futuro, que me parece satisfatório… Por isso venho convidar a ir lá, para o ler e comentar. Muito obrigado.
E por hora não faço comentário, do que peço milhões de desculpas.

Henrique

Nequéren Reis disse...

Olá!!!, Deus te abençoe, amiga poemas lindos, o seu blog é ótimo sucesso, já estou te seguindo, Aguardando Retribuição.
Canal Youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita
Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido
também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
Sou António Batalha.

Lídia Borges disse...


"Integro-me no contexto".

Não há outra forma de entrar, de fazer parte de um todo onde, cada parte, tem o seu colorido, a sua luz própria.

Um beijo