domingo, 17 de abril de 2011

XÍCARAS RACHADAS

Os dois lados completam-se, mas ainda existem falhas
Imperceptíveis aos olhos, mas palpáveis aos espíritos
Pequenos vãos onde a luz penetra e cria sombras inimagináveis outrora
Sombras novas, pulsantes,  que se modificam conforme a luminosidade
Criando imagens que amedrontam acalentando
Convite a reflexão:
Valerão elas a pena?

15 comentários:

jeanfi disse...

parfois une feuille de cigarette de différence, et c'est la mort assuré... alors une feuille de cigarette peu devenir un océan si c'est la lumière qui regarde... méditation !
bises

Rogério Pereira disse...

Apesar de plural
Sinto-me atingido
E percorro,
com os dedos
com que arpejo
a palavra e o desejo,
a Minha Alma.
Procuro, em vão, a fenda
ou a ferida
Olho em redor dela
Procurando novas sombras
ou luminosidades
Suspiro aliviado
Tudo intacto por todo o lado
Abandono o medo
Por certo são outras as almas em questão
e resoluto
percorro o caminho da reflexão
Vale sempre a pena
pensar
em almas que sofrem

OceanoAzul.Sonhos disse...

A ilusão causada pelas sombras novas, pulsantes, poderá ser só isso mesmo, ilusão.
bj
oa.s

Andressa disse...

onde a luz penetra e cria sombras

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes essas sombras são um reflexo da alma...uma ilusão em que queremos acreditar.
Mas este texto deixa muitas palavras em aberto.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Suzana Martins disse...

Na ilusão das paisagens ficam apenas o pulsar de tantos outros...

Beijos

Louro Neves disse...

Rachaduras não surgem sem causa
Mas a causa pode ser ilusão.
Causas reais ou ilsórias,
Convite aos fantasmas.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Já disse o poeta: "tudo vale à pena,quando a alma não é pequena"....entanto,se existem "vãos", há que separar os lados, visto que não mais se completarão.
Gosto, do que escreve, Gisa.
Da Cadeirinha de Arruar, virtualmente,
venho aqui, vez por outra....
Beijinho,
Lúcia
http://dacadeirinhadearruar.blogspot.com/

Rabiscando Poesias disse...

Oi moça, boa semana , vamos colar essas xícaras ? bjssssss

Carla Ceres disse...

Enquanto se completam, valem a pena. Fantasmas, todos temos. Beijos!

Marinha disse...

Se tiver como consertar sem que as arestas arranhem ainda mais os espíritos, valerá a pena.
Bjooo, amiga querida.

Lufe disse...

Duas metades por mais perfeitas, continuam sendo unas, nunca se encaixarão sem falhas, mesmo que imperceptíveis.
Sempre há que se fazer ajustes aparando as arestas.... delineando a forma.
Os vãos e sombras se tornam mais visíveis e, às claras, desmistificam o imaginário.

bjoca

Erico disse...

Gisa,

Um dito popular diz: "...O QUE OS OLHOS NÃO VEEM O CORAÇÃO NÃO SENTE..."
(SERÁ?)

Beijos :)

Déya disse...

Sei não...
é uma boa reflexão..

beijos minha amiga querida..

AC disse...

Não há desafio onde as linhas são planas, previsíveis. Além disso, a sombra e a luz necessitam uma da outra como de pão e água para a boca...
Dito isto, quem poderá dizer, com sinceridade, aquilo que vale a pena?

Beijo :)