terça-feira, 24 de abril de 2012

FLAGRANTE

Pronto!
Fui flagrada!
Estava te espiando sim!
Agora fico assim,
Louca de vergonha,
Sem saber o que dizer,
Nem onde colocar as mãos...
Pronto!
Pode tripudiar!
Dizer que sabia que eu não estava sendo sincera,
Gritar que eu não consigo te esquecer!
Abrir as janelas e me expor ao mundo como fraca.
Tudo bem!
Eu não me importo.
Contando que feches tudo.
Venhas para junto de mim.
E me dês o mais longo e romântico beijo...
De despedida é claro!
Pois, depois disso, eu vou te esquecer,
Eu sei que vou!

13 comentários:

QUIM disse...

rs..pega no flagra..amei..bj..bom dia amiga.

Nos Amando... disse...

não sinta vergonha
tome isso como talvez uma iniciativa
linda semana
beijokas

Rogério Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogério Pereira disse...

Um beijo romântico?
Dou
Mas qual despedida, minha querida?
Esquecer?
Uma houve que o quis
e acabou por enlouquecer
Outra que o tentou
emalucou
E outra ainda
o mesmo lhe aconteceu
ensandeceu
Mais de mil loucuras
produzi sem saber
a tantas
que me quiseram esquecer

Esquecer-me?
Julgas que vais?
Acabarás como as outras,
aos ais

Vá põe-te em sossego
e venha de lá esse beijo

Andradarte disse...

Nunca digas nunca.....
Bom Feriado
Beijo

Fê-blue bird disse...

Depois do beijo é mais difícil esquecer :)

beijinhos querida amiga

heretico disse...

que beleza. até no esquecimento...

beijo

Palavras disse...

Não se esconda!
é assim que ele te ama!

Beijos

Leila

MARILENE disse...

Sempre me encanto com sua exposição de sentimentos. O flagrante assusta, mas logo é esquecido. A despedida, no entanto, com beijo especial, não significa adeus.

Bjs.

Cris Campos disse...

Não vai não. Continuarás a espiar, só que agora, um pouco mais distante.. Gr. Bj. doce Gisa!

Carla Ceres disse...

Acredite quem quiser e resista quem puder. :) Beijos!

Sérgio Pontes disse...

Muito bem, beijinhos

ANTONIO CAMPILLO disse...

Saber lo que se hace y no decirlo, negarlo o admitirlo si no gusta, supone tener que olvidar una conducta que se autovalora como perjudicial.
Si se ama no existe la autovaloración negativa.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.