terça-feira, 10 de abril de 2012

LEMBRETE

Deu um longo e romântico beijo no príncipe
E ele, imediatamente, virou um sapo.
Verde, gordo e feio.
Correu no seu caderninho de informações úteis
E anotou:
"Nunca mais beijar um sapo.
Ele pode se tornar um príncipe!"
Suspirou aliviada, dessa vez
Havia conseguido se livrar.
Olhou para frente
E seguiu o seu caminho,
Na direção oposta do riacho...
Só para garantir.

11 comentários:

Cris Campos disse...

rsrs! Como sempre se superando.. Bj. amada!

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre os teus poemas nos deixam a pensar...Lindo.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

heretico disse...

um dia um sapo te beija... rss

beijo meu, heretico.

Eva Gonçalves disse...

:)) Engraçado. E tão, tão verdade para muitas princesas e príncipes por aí... :) Beijo

Flor de Jasmim disse...

Pior é quando se beija o príncipe e vira sapo.

Gisa gostei!

Beijinho e uma flor

Fê-blue bird disse...

Amiga estava mesmo a precisar de me rir :)
Príncipes nem vê-los, quanto mais beijá-los. :D
Adorei a ironia.

beijinhos

ANTONIO CAMPILLO disse...

Perfecto, Gisa. ¡Ya era hora de quitarse de encima al pesado principito!
Y, por si acaso puede volver, anota concienzudamente que nunca debe volver a besarlo por si acaso... ¡Jajajaja! Excelente.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Marta disse...

gostei bastante :)
beijinhos

iglesiasoviedo disse...

Bien, la verdad es que a mi ese Principito guapo y apuesto nunca me ha caído bien.
Besos.

Carla Ceres disse...

rsrsrs Há príncipes insuportáveis mesmo. Beijos!

Rogério Pereira disse...

No post acima
o sapo se vinga