quarta-feira, 20 de junho de 2012

ACONTECIMENTO

Sala escura.
Cena muda.
Ar e poeira.
Espaços condensados.
Corpos unidos.
Reações ausentes.
Massas de um mesmo bloco,
Concreto amalgamado,
De essências renunciadas.
Começo previsto.
Da explosão tanto tempo
Procrastinada.

12 comentários:

Cris Campos disse...

Hummm tenso isso.. imagino que quando, por fim, ela acontecer o cenário mudará completamente... acertei? Gr. Bj. Doce Gisa!

Lamarque disse...

lindo gisa... imaginário... simplesmente para se viver... abraços lamarque

Julie disse...

Lindo poema de amor, bello leerte. Besos.

Mª LUISA ARNAIZ disse...

Cada lector completará la historia a su gusto. La mía termina de forma frustrante pues tanta expectativa no pudede satisfacer la espera.
Besos.

Leonardo B. disse...

[como no velho palco do mundo; encerra-se o pano, mas estará o acto terminado? o quê, o quem para lá das luzes apagadas?]

um imenso abraço, Gisa

Leonardo B.

Sil disse...

Dá para imaginar a sensação!!
Bjs flor!

ANTONIO CAMPILLO disse...

El tiempo pasa mientras se prepara el hormigón que amalgamará y fundirá con el tiempo, un inmenso e indestructible pilar que soportará, aparentemente, cualquier terremoto.
La cuestión es esta, Gisa, que el tiempo pasa en preparativos. Hay que aligerarlos porque de lo contrario pueden no cumplirse con la fuerza que se sueñan.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Palavras disse...

Procrastinada! Adorei!

Beijos Gisa

Leila

Nos Amando... disse...

que esse acontecimento seja
diferentes agora.
linda noite bjs

Giancarlo disse...

buona giornata...ciao

Carla Ceres disse...

Pelo clima tenso, dá pra prever a disparada dos estilhaços. :) Beijos!

wcastanheira disse...

Mais uma vez esta guria foi um show, tu é mesmo boa na arte de poetizar, em cada edição oferece novos mimos pra suas visitas, pra ti guria, bjos, bjos e bjosssssssssssssss