sexta-feira, 15 de junho de 2012

OPOSTO


Hoje pretendo algo diferente do que venho fazendo. 
Ele me ofereceu este trabalho intitulado "O Palhaço" para que eu escrevesse o que sentisse diante dele. 
A ideia da alegria foi descartada de imediato por ser óbvia.
Tentei entrar na alma da imagem e tentei construir imagens a partir dela.
 Assim nasceu "OPOSTO" que agora ofereço ao Ricardo, agradecendo a oportunidade que me ofertou em trabalhar de mãos dadas com ele. 
Adorei. Espero que gostes.
Um beijo no teu coração
Gisa



PALHAÇO
Ricardo Alves - Blog Luz no Papel




OPOSTO

Sozinha,
Iluminada apenas pela luz branca plena
 voltou para casa.
À medida que andava,
Ia deixando pelo caminho
Suas feridas rubras de sangue,
Seus temores alaranjados de espanto,
Suas esperanças de um roto verde-encardido.
Os rastros de tristeza,
Ainda tentavam gravitar no seu entorno,
Querendo se agregar novamente
Ao conforto do corpo débil retraído.
Odiava retornos.
Espantava-os como podia
Na expectativa de que sumissem para sempre.
Nunca contou, no entanto,
Com a capacidade de transmutação das energias.
Expulsos e desnorteados
Os sentimentos desprezados rumaram para o alto.
Um após o outro
Unidos em uma única dor escarlate em forma de véu.
A aceleração,
Imediatamente oposta à gravidade,
Crescia a cada espaço ganho.
Foi com a explosão que tudo parou.
Quando olhou para cima
Viu a lua, antes cheia,
Dividida em duas
Sendo velada pelo sol
Que atônito tentava,
Inutilmente,
Recolher os destroços da amada
No lençol de ressentimentos dissolvidos
Estampado pelo sorriso vago e inquietante
Do susto.

26 comentários:

Palavras disse...

Lindo Gisa!

Uma verdadeira obra!

Como é bom ler o que você escreve!

Beijos

Leila

Dilmar Gomes disse...

Muito bom, Gisa. É necessário que tu publiques, pois és uma escritora talentosa.
Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Flor de Jasmim disse...

Lindo demais Gisa!
Adorei ler, como sempre acontece com o que nos presenteias.
BBom fim de semana

Beijinho e uma flor

ricardo alves disse...

Ando acompanhando os textos poéticos de Gisa há algum tempo.Digo que esta garota está em franco processo de evolução e amadurecimento.Suas palavras nos forçam a um pensar não retilíneo e ao desabrochar das emoções.Suas poesias estão carregadas de simbolismo e poderosas imagens...certamente ela está ingressando no Hall dos grandes artistas das palavras.
E entre Imagem e Poesia,fico com a alquimia sagrada que estas duas artes nos proporcionam!
Meus sinceros parabéns Gisa!Aqui todos os créditos são seus...

Ricardo Miñana disse...

Hola Gisa bellos textos, gracias por compartir.
feliz fin de semana.
un abrazo.

Malu disse...

Gisa, o palhaço é algo místico e emblemático. Esconde por trás da maquiagem sentimentos que mesclam alegrias e tristezas.
Gostei muito da postagem que encontrei por aqui. Um grande abraço e grata por folhear meu espaço.

Inaie disse...

ficou linda a dua poesia, Gisa. E na minha opiniao, palhaçoes podem mesmo ser assustadores. kk

Rogério Pereira disse...

Peguei numa tela e pintei o que escreveste
Tinha uma só cor
aquela com se pinta a dor

Ainda estou decifrando a minha própria obra
que da tua só me ocorre um soluço
de palhaço

Carla Ceres disse...

Exercício interessante, mas esse palhaço me dá meeedo! :) Beijos!

ricardo alves disse...

o comentário da carla ceres era oque eu temia kkkkkkkk...de fato este palhaço lembra um pouco filmes de terror...depende do estado de espírito no primeiro olhar...
mas é uma abstração e tem o desejo do sorriso sincero e não cínico!
gisa tá andando bem este post rs legal

Mayara Cruz disse...

ótimo texto! Que a parceria de "Imagem e Poesia" dê certo!
Adoreii seu blog, seguindo!

beijoo :)

Mª LUISA ARNAIZ disse...

¡Enhorabuena por este nuevo rumbo!
Besos.

Mery disse...

Lindo demais!
Amei a tua foto*...
Ficou legal e de acordo, desnecessário mais comentários.
Sintonia perfeita!
Parabéns e obrigada por compartilhar.
Beijo e bom sábado.
Mery*

Giancarlo disse...

Un felice fine settimana a Te...ciao

Richard Moisan disse...

Voilà encore un très joli poème, Gisa. Tu es très douée!
Et j'apprécie aussi ton clown. Il est étrange, mais il s'en dégage une forte émotion.
Bon week-end! Et, peut-être sur Tango...
Bisous.

Fê-blue bird disse...

Amiga, só um talento imaginativo como o teu pode a partir da imagem de um palhaço, escrever algo tão intenso assim.
Parabéns!

beijinhos

betina moraes disse...

vou ficar por aqui...

poesia da mais alta lira!


um beijo!

Nos Amando... disse...

amiga Gisa
ficou show
muitas das vezes é assim mesmo
recebemos algo e o que sai
é o oposto.
lindo final de semana
menina talentosa bjs

Álvaro Lins disse...

Belíssimo....mesmo oposto! ou por causa disso!
Bjo

*Escritora de Artes* disse...

Perfeito!

Bjos querida amiga...

Eliane Accioly disse...

Querida Gisa, saudade saudade! Nossa, um impcto em teu poema:

"Viu a lua, antes cheia,
Dividida em duas
Sendo velada pelo sol
Que atônito tentava,
Inutilmente,
Recolher os destroços da amada
No lençol de ressentimentos dissolvidos
Estampado pelo sorriso vago e inquietante
Do susto."
Lindo, e o que vivemos tantas vezes.

Bjs

Mariz disse...

A sensibilidade escondida diante de uma pintura é mostrada aos olhos observadores e atentos...adorei, parabéns!

beijos!

Verso Aberto disse...

um sorriso desnorteado
e seus destroços

belo
abs

Luis Eustáquio Soares disse...

do susto de existir no oposto posto
de seduzir-nos com seu poema a induzir-nos. belo poema.
b
l

Lucimar da Silva Moreira disse...

Gisa muito legal amiga o palhaço é uns dos melhores amigos das nossas crianças, beijos.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Querida Gisa, breve, muy breve: ¡FASCINANTE!
Un poema, composición, trabajo enmarcado en un contexto de grupo, en fin, lo que quieras llamarlo, para mí poema, de una potencia imaginativa excelente.
El cambio en quien vive el poema salta de él y se dirige directo al lector para envolverle, adueñarse de él, en un tránsito fantástico.
Gracias por tu ayuda al hacerme sentir unas palabras que guardaré con todo mi cariño.
¡FASCINANTE!

Un fuerte abrazo, querida Gisa.