domingo, 3 de junho de 2012

MUDANÇA

Subiu à mansarda
Sentou,
Colocando-se na posição de lótus
Em frente à janela
De vidros coloridos.
Olhava a rua.
Divertia-se em ver a mulher azul,
Levar a criança amarela pela mão.
Ou em seguir o homem verde
Que passeava com um cachorro roxo.
Verificou que a medida que passavam
Diante de seus olhos
Imediatamente aderiam a uma nova cor
Pelo simples ato de caminhar.
Entendeu no mesmo instante
Que somente a ação leva à mudança.
Levantou-se e desceu as escadas rapidamente
Já livrando-se do seu vestido branco.
Não queria perder mais um minuto sequer.
Abriu a porta e saiu correndo
Gargalhava com as cócegas
Que as cores faziam ao
Aderir ao seu corpo transparente.

11 comentários:

Fê-blue bird disse...

Amiga, parabéns!
Uma verdadeira explosão de cor e imaginação este teu poema.


Beijinhos de um pássaro azul :)

Rogério Pereira disse...

Eu, cinzento
fiquei ausente
Cinzento não é cor,
é isso, simplesmente

Ao longe ainda se ouvem tuas gargalhadas...

Marinha disse...

Arco-íris de vida!
Criativa e irreverente como sempre< Gisa
Um beijo cheio de cor, querida.

folha seca disse...

Cara Gisa
Um jogo de palavras, cores e gargalhadas. Sempre agradável que com prazer se lê.
Beijo
Rodrigo

Anne Lieri disse...

Lindo,lindo poema,Gisa!Vc sempre muito criativa!Bjs e boa semana!

heretico disse...

visto-me de vermelho para gargalhar contigo...

beijo

Anne Lieri disse...

Gracita,muito linda sua poesia!Sem sonhos a vida seria muito triste!bjs e bom domingo!

Guma Kimbanda disse...

Ao se aperceber e mesmo antes de se levantar, já pulsava dentro dela uma imensa paleta colorida que a impulsionou. A acção que leva à mudança, é algo que vem de dentro...

Beijo e kandandos

ANTONIO CAMPILLO disse...

Debe ser muy interesante para quien posee todos los colores a la vez, el color blanco, poder contemplar a personas, animales o cosas de un solo color.
Ella era transparente porque los colores únicos la veían como suma de todos ellos. Era la reina de los colores. La ventana multicolor era la alacena desde la que vigilaba a los solos.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Cris Campos disse...

Adorei minha amiga! É certo "que somente a ação leva à mudança.." Nesse ânimo vou logo me livrar das minhas vestes, quem sabe o arco-iris me traga boas gargalhadas.. Já que a esperança é a última mesmo! Gr. Bj. minha linda!

BlueShell disse...

BELEZA, pura e simples..
Um beijo e uma excelente semana, BShell