sexta-feira, 11 de março de 2011

ALADIM

Quero dançar para ti, permites?
Por primeiro algumas regras
Apenas olha
Olha e queima
Queima e silencia
Silencia e grita
Grita e aguarda
Aguarda e terás
O quê?
Ora tudo que desejares
Mas pensa rápido
Logo, logo virarei fumaça
Recolhida para sempre
No breu da
Lâmpada de Aladim.

25 comentários:

Guará Matos disse...

E eu, insistente, irei acendê-la outra vez.

Bjs.

Lufe disse...

E ela dança,ardente e sensual...
Eu aprecio, estatico, me ardo em silencio...
Ela se insinua, promete, se faz intocavel...
Eis que num repente, nebulosa se esvai...
Eu Aladim, acaricio, afago, com avidez estimulo a lâmpada...
Não são três os meus desejos?
Mais tarde, talvez, pense em outros dois...
Agora só quero rever a visão que me inebriava....

bjo

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, "qui bunitinho" isso tudo! O gostoso é ler correndo (e claro que entendendo, rsrsrs). Dá uma dinâmica de movimento com a aparição do gênio da lâmpada. Muuuuito criativo!
Uma beijoca carinhosa no coração.
Manoel.

Luís Coelho disse...

Quem vai dançar e para quem...?
A luz da lâmpada de Aladim se acendeu e já se mexe para mim...?
Sou eu que imagino essa luz se transformando dentro de mim...?

Long Haired Lady disse...

acho que as mulheres são assim, encantam, seduzem, depois se tranformam em fumaça, um mero espectro...

Jorge Pimenta disse...

é sempre assim: quando o corpo agarra a dança e mais quer dançar, o nevoeiro pousa sobre si, tornando todo o quadro numa mera quimera branca.
um beijo!

Por que você faz poema? disse...

Quero mais que três desejos.

Dave disse...

"Light my way..."

Letícia Nunes disse...

Dança misteriosa e encantadora...

Como sempre divertida e arrebatadora amiga!!

Beijinhos

Quino disse...

Una danza enigmática y mágica que hace transitar a cualquiera de nuestros sentidos. Genial, Gisa.

Beijos dende Lugo (Galicia)

Vinicius.C disse...

Até quem pensa não dançar não resiste!

Eu adorei.

E se adorei então eu danço e grito e quero mais!

Muito bomm!!

Desejo um ótimo fds!

Nos encontramos no Alma.

Vinicius.

Carla Ceres disse...

Magia e sedução em forma de poema! Perfeito!

Zatonio disse...

Hummmm...acho que prefiro ser a lâmpada. Provocante!

iglesiasoviedo disse...

La lampara de Aladino, los deseos posibles.
El amor que uno desea, conocer a esa persona.
Acercarse a ella. Sentirla, gozarla.
Un abrazo.

Misturação - Ana Karla disse...

Gisa, que bonitinho...
Dá pra esfregar a lâmpada novamente?
Adorei.
Xeros

Jasanf disse...

Toda manifestação de retórica opina em ritmo neste seu texto: olha, queima, silencia e grita. são quatro ações que transladam a postura de Aladim, redesenhada e modelada em belos escritos.

ONG ALERTA disse...

A lämpada e suas magias...
Beijo Lisette.

Déya disse...

Óh céus!
Me permita um pedido?
Um apenas..

beijo querida minha...

machoemcrise disse...

Com tantos desejos para fazer até pensar no que mais desejo o gênio já voltou pra lampada rs.

beijos

Zé Carlos disse...

Garotinha vamos falar seriamente.

Nem brinque em se transformar em fumaça está entendendo?

Ótimo rsrsrs

Beijão querida, ZC

Suzana Martins disse...

Terás sempre os mistérios dos seus deliciosos versos...

Beijos

wcastanheira disse...

Um belo enfoque, um texto instigante, provocante leva a uma meditação interessante, pra vc bjos, bjos e bjossssssssss

SKIZO disse...

Fabuloso
boas criações

Daniel Savio disse...

A volupia não costumar ser muito fã da espera, fato...

Fique com Deus, menina Gisa.
Um abraço.

Valentina Asterix disse...

Versos sedutores... Beijão querida amiga.