quarta-feira, 2 de março de 2011

INSISTÊNCIA

O sangue rola por sua face em forma de uma lágrima límpida, cristalina.
Pouco a pouco, vai esculpindo grossos sulcos por onde passa, devastando de maneira rude e triste aquele jovem rosto.
Pessoas passam e sequer percebem o seu desespero, pois o rubi que verte de seus olhos não pode ser visto por todos.
É o fim. Ela não entende porque ainda respira.
Por que ainda teima em roubar o ar que já não é mais seu?

18 comentários:

Guará Matos disse...

A vontade de viver, mesmo na sobrevivência. O apego.

Bjs.

Dave disse...

Uma vontade enorme de sobreviver ao desencanto...

Mariana Morais disse...

Oi você quer ficar mais bonita com maquiagem da veridica ir? então passa lá no blog que está acontecendo um sortei bem legal.
www.bonecaenfeitada.blogspot.com

Misturação - Ana Karla disse...

Insistindo na sobrevivência.

*Grata pela atenção no Misturação.

Xeros!

Rart og Grotesk disse...

"Pessoas passam e sequer percebem o seu desespero, pois o rubi que verte de seus olhos não pode ser visto por todos", uau!!! muito bom!!
Parabéns pelo seu talento!!
bjos

http://artegrotesca.blogspot.com

Ivete disse...

Gina
Amei teu Blog.
Grata pelo comentário em meu Post.
Seus Posts são bacanas.
Te ofereço MEU selo de aprovação.
http://aprendacomanet.blogspot.com/
com carinho
Ivete

Marinha disse...

Emocionante teu texto, Gisa!
Bjo, amiga.

Leonardo B. disse...

[também o sangue arde no sal, assim versado...

viagem persistente, na palavra que se resgata]

um imenso abraço, Gisa

Leonardo B.

Letícia Nunes disse...

Lágrimas não percebidas por todos, somente por aqueles que tem coração mais sensível a sentimentos tão humanos.

Beijinhos

Jasanf disse...

Em "Por que ainda teima em roubar o ar que já não é mais seu?" para nutrir-se, numa hipótese imagética, do que as pessoas têm de melhor. Lindo texto!

Carla Ceres disse...

O ar pertence a todos e alimenta a saudável teimosia de viver. Viva a Gisa!

machoemcrise disse...

Olá Tudo Bem !!

estou retribuindo a visita e adorei o blog, voltarei sempre.

Beijos

wcastanheira disse...

Um belo enfoque, um texto pqueno porém com um linda e forte mensagem por isso é tão bom passear por aqui, pra vc bjos, bjos ebjos

Julieta disse...

Oi flor
Lindo texto, basta dizer simplesmente quero viver.
Tenha uma b ela noite
Beijosss

Zé Carlos disse...

Minha menina querida, quantas vezes temos dores assim e ninguém nota, só nosso coração.

Beijão do ZC

Priscilla disse...

Nossa! Que intenso!
"Por que ainda teima em roubar o ar que já não é mais seu?"
Adorei!
Beijos meus querida amiga!

Lufe disse...

Vertendo lagrimas de cristalino rubi, ela encontrara forças para continuar a buscar o ar, que é o que a fará retomar o mundo que é seu....e, certamente, muito mais forte.

bjoca

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, sinopses de livros e filmes, curiosidades, folclore, moda, saúde, esporte, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12.

Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a matéria. Se desejar, você pode enviar uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.

PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
machadocultural@gmail.com
http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com