quarta-feira, 30 de março de 2011

ÓBVIO

Emudeço diante do óbvio.
Para que seriam necessárias as palavras,
Se as ideias já se materializaram
E encontram-se sentadas na sala de espera
Aguardando sua ficha ser chamada?
Insuportável tanta autonomia...

18 comentários:

Vinicius.C disse...

Diante do obvio, questiono se devo ou não sentar e esperar.Se é tão obvio assim, levanto-me e vou embora!

Um beijo enorme Gi!!

Nos encontramos no Alma.

vini

Lully disse...

O óbvio é realmente uma criatura detestável... não tem a mais pálida noção de quando calar.
Beijo, amore =)

Louro Neves disse...

Bonito essa coisa de personificar as ideias. Sinto-me cercado por demônios.

C. disse...

E quando ela vem transbordante de racionalização torna-se mais insuportável ainda...

Poucas palavras sempre dizendo tudo e mais um pouco Gisa,

#Beijinhos

wcastanheira disse...

Eu tb, principalmente c/funcionários em alguns momentos de trabalho intenso, eles insistem no óbvio e ululante, parecem q desejam desafiar nossa capacidade de suportar finas ironias, mas é óbvio q o óbvio é futil e vazio, pra ti guria com este post tri legal vai um baita abraço e bjos, bjos e bjossssssssssssss

Suzana Martins disse...

O óbvio transforma pequenas letras em palavras belas...

Beijos

Lufe disse...

Falar o que?
Já entendi,

bjoca

Letícia Nunes disse...

Para o óbvio: Nenhuma palavrinha!

Beijos amiga

Sandra disse...

Perante o óbvio, silencio-me...
Beijo

ONG ALERTA disse...

Será quye é táo óbvio assim???
Beijo Lisette.

Julie disse...

Sí, amiga, a veces es más importante el silencio que las palabras, sobre todo cuando es obvio. Me gustó mucho. Besos.

Carla Ceres disse...

Ideias donas de si costumam ser petulantes! :)
Beijos!

Dave disse...

Para a obviedade do óbvio, apenas um silêncio. Não óbvio. Mas necessário para evitar o óbvio...

Beijo!

Clara disse...

Como sempre, linda analogia. Preciso das palavras como do ar que respiro.

Beijinho
Clara

iglesiasoviedo disse...

"Silencio en lo obvio", lo obvio no necesita explicaciones, ni demostraciones, solo debe ser admitirlo.
No rompas es silencio si no es para mejorarlo.
El exceso de palabras lleva a la confusión y al desorden.
Un beso.

Jose bulnes disse...

Es mejor callar y parecer tonto a abrir la boca y demostrarlo.

Saludos.

David Lateffe disse...

o óbvio é tão óbvio que se torna óbvio falar sobre o óbvio.

Jorge Pimenta disse...

só as palavras sabem tornar o óbvio difuso. e, por isso, tão interessante :)
beijinho!