segunda-feira, 21 de março de 2011

VERSOS

Vazo o papel com meu lápis.
Versos são liberados ao ar, cobertos do negro grafite.
Esses já não mais me pertencem.
Vão ganhar o mundo, buscando novos olhares e corações.
Triste, olho para a página rompida de onde se desprenderam.
Constato que não se foram de todo.
Deixaram-me, na folha recortada, a visão iluminada de cada um dos seus contornos.

25 comentários:

Guará Matos disse...

Versos
Reversos
Deixa-me te ler e voar.

Bjs.

Vieira Calado disse...

Os nossos versos são mesmo para isso!

Para se espalharem pelos ares!

Beijinho

Goticus Eternus disse...

Obrigado gisa por estar presente no goticus , estou e te seguir tbm, espero te ver sempre, grande bjo gotico aqui do sul pra ti, ah vc tbm é daqui eu acho né , legal até mais

Jasanf disse...

E depois de ganhar o mundo, tudo se respira em arte, poesia e contrução de verdadeiras imagens poéticas.

dja disse...

Oie minha lindona

Beijinhoss no seu coração
E uma semana lindaaaa pra vc

Tamii Serra disse...

Gisa, como sempre lindo, pareço até ser clichê comentando aqui, sempre com "lindo, otimo"... é que você não me decepciona.

E que seus versos ganhem mesmo o ar, e possam encher os olhos de muitos, espalhados.

Arnoldo Pimentel disse...

Linda forma de escrever versos.Beijos

OceanoAzul.Sonhos disse...

Tão bom podermos dar ao mundo versos e poesia, envolver o planeta de tranquilidade, susurro, e sonho.

beijos
OA.S

C. disse...

Doa-se tanto através das palavras, mas através delas também renascemos!

C. disse...

Uma ótima semana querida, com muiiita inspiração!

Lully disse...

Pois é... a gente cria os versos pro mundo, precisamos deixá-los criar asas, voar e cair no caderno de outros alguéns =)
Beijo!

Lufe disse...

O mais gostoso disso tudo é que você os libera para nosso deleite.
Tambem é gostoso ver que ao libera-lo ele ganha novas formas e interpretações.
Nunca mais ele será o mesmo....

bjoca

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga

É lindo, sentido e sensual o que escreves dos versos. Respigo: «...Constato que não se foram de todo.
Deixaram-me, na folha recortada, a visão iluminada de cada um dos seus contornos.»

Venho por aqui muitas vezes, mas não tenho deixado comentários. Hoje, «ecce homo». Bastou um pedididinho teu, que, para mim, é uma ordem!!!

Agradeço-te a gentil intenção de dar a conhecer a nossa Travessa. Bem hajas

Qjs

machoemcrise disse...

Olá querida Gisa !!

sempre é bom dar uma passada aqui pra ler seus versos, parabéns por ser tão boa na arte de escrever.

beijos

Sandra disse...

E que bom que eles voem e se espalhem por aí!!! Como conheceria então a tua escrita tão delicada?
Beijo

Marília Felix disse...

Eu acho que os nosso versos, não nos pertencem...
Pertencem ao mundo, que há dentro de cada um!

Beijocas, Gisa!
=)

iglesiasoviedo disse...

Precioso poema, sexy, hermoso, insinuante, me gusta tu forma de escribir de transmitir tus sentimientos, tos deseos.
Un beso..

`·.·•¤ Hanabi ¤•·.·´ disse...

Muy lindo poema. Esa es la magia de los versos, pueden volar de un lugar a otro por todo el mundo, sin incluso tener límites.

¡Besitos!

Dave disse...

Simples, singelos e sempre marcantes os versos dessa moça =)

Beijo!

Janaina Cruz disse...

Querida Gisa, estou de volta :)

Ah, deixe que teus poemas voem por aí, para enfeitar momentos belos e alheios, e olhos encantados de amor.

Abraços e ótima semana pra ti

Geir Jartveit Blogg disse...

Like it:))

Quino disse...

Fascinante forma de escribir de manera sensual y con mucha magia.

Beijos querida Gisa.

Rogério Pereira disse...

Pois é Gisa,
versos são isso mesmo:
filhos.
Filhos que partindo, ficam sempre
e, não nos pertecendo,
são sempre nossos...

(acho que apanhou outro sentido do meu poema. Mas muito obrigado, um poema não é nosso e cada um dar-lhe-á a interpretação mais sentida...)

Suzana Martins disse...

Versos que rasgam o papel e costuram minha alma...

Beijos

Zé Carlos disse...

Gisa querida, tanto os versos quanto o coração da poeta já não mais pertencem a ela, espalharam-se pelo mundo iluminando nossos caminhos.
Bjs do seu amigo ZC