terça-feira, 6 de março de 2012

DIÁLOGO

A realidade, ciumenta e farta do sonho, foi bater a sua porta.
Este deixou o que estava fazendo para atendê-la.
"Pois não?" - perguntou o dono da casa.
"Vim aqui buscá-la." - disse com um ar de enfado e irritação.
"Ela quem?" - perguntou o outro surpreso.
"Ora, não te faças de bobo! Ela que toda vez que me distraio foge para cá!"
"Em minha casa todos são bem-vindos, não sei de quem falas" - e foi fechando a porta dando por encerrada a conversa.
"Alto lá!" - gritou a outra histérica - "Posso vê-la ali atrás! Venha logo para o lado de cá!" - advertiu alterada.
O sonho abriu a porta novamente e com muita paciência perguntou: "Falas dela?" - apontando para uma figura que flutuava ao seu lado.
"Sim! Essa mesma! Devolve! Não te pertence!" - escabelou-se a impaciente visita.
O sonho olhou para a plácida e sorridente imagem e sorriu, obtendo um sorriso de volta.
"Ela não quer ir. Assim, passar bem."
Fechou a porta, sob os protestos da outra e dirigiu-se a moça.
"Isso nunca aconteceu. O que fizestes para que ela ficar tão irritada e descontrolada, ao ponto de tentar te buscar a força?"
A menina deu uma volta completa no espaço azul e rindo de satisfação disse:
"Fui feliz..."

11 comentários:

@ Escritora disse...

Bravo! Belíssimo texto!

Bjos

folha seca disse...

Gisa
Bonito diálogo. Bom quando alguem é feliz. A felicidade não se agarra, mas sente-se.
beijo
Rodrigo

iglesiasoviedo disse...

Muchas veces es difícil distinguir entre los sueños y la realidad, se mezclan, se confunde.
Lo que si es verdad es que preferimos vivir en los sueños, soñando que estos se hacen realidad y que estamos viviendo en la realidad, nuestros sueños.
Besos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Pois isto de ser Feliz tem muito que
se lhe diga...
Bj.
Irene

ஜ♥Patricia♥ஜ disse...

Lindo, aqui é com certeza um dos lugares que mais gosto de estar.

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Gisa.

Mesmo por poucos minutos, a felicidade parece eterna.

Beijos.

Rogério Pereira disse...

TESTEMUNHO

Eu vi
foi assim mesmo
Ou melhor, não foi bem assim
pois ninguém a foi buscar
só foi ver, constatar
se ela estava lá , ou não
O resto foi igual
Ou melhor, não foi tal
a outra quando a viu, não estava histérica. Estava calma, tão calma
como agora está minha alma
O resto é que é verdade
Ou melhor, ela... ela queria ir
ele é que não deixou.

A única parte certa
foi a menina dar
uma volta completa
e, sim,
foi feliz

ANTONIO CAMPILLO disse...

La potencia de los sueños es tan grande que convierten la realidad en ficción.
Cuando se construye una realidad desde un sueño la energía es tan fuerte que crea nuestra propia personalidad.
Soñar es imprescindible para sentir.
Excelente prosa, Gisa.

Un fuerte abrazo.

Marinha disse...

Sou feliz!
É muito bom te ter aqui, Gisa!!!

Carla Ceres disse...

Gisa, sua gênia imprevisível, meus parabéns!

OceanoAzul.Sonhos disse...

O real confunde-se com o imaginario e vice versa, excelente a forma como convivem e nos despertam para diálogos surpreendentes como este.
Bravo!

bjs
cvb